Turismo

O que é que o Cerrado tem pra vê? Pinturas rupestres mostrando numerosas evidências humanas de 11.000 anos de antiguidade, museus e monumentos históricos, belezas naturais inacreditáveis nas suas paisagens, especialmente suas chapadas e chapadões (Chapada dos Veadeiros, Chapada Diamantina, Chapada dos Guimarães, Grande Sertão Veredas, Cantão, Emas, Jalapão) que são um espetáculo único; igual às suas cascatas, cachoeiras e corredeiras; seus “buracos de araras”; suas veredas de buritis; seus rios de água cristalina e seus grandes rios piscosos e navegáveis, como o Araguaia ou o Tocantins assim como grutas como a Gruta do Lago Azul com águas azuis no Mato Grosso do Sul, rodeado por rochas que datam de milhares de anos.

 

Quem conhece o Cerrado, não abandona jamais!

Confira alguns dos destinos mais procurados por turistas no Cerrado:

Turismo Acessível

O Turismo Acessível busca promover, por meio de um conjunto de ações de inclusão, o acesso de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida às mais diferentes atrações turísticas, como parques, edificações, praias etc. 

 

Entre os princípios da inclusão social está garantir a autonomia do viajante, sempre oferecendo serviços que são adaptados e podem ser aproveitados por todos os usuários. 

 

Diretrizes estabelecidas pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) determinam quais são as adaptações necessárias em ambientes que são administrados por entidades públicas. Nesse caso, há regras estabelecidas em prol do turismo acessível em monumentos, praças, museus, jardins botânicos, parques e demais locais públicos. 

Trilhas

As trilhas de longo curso do Brasil estão sendo projetadas para serem bonitas e muito prazerosas, mas também estão sendo pensadas para gerar emprego e renda no seu entorno e, sobretudo, funcionar como ferramentas de conservação. Nesse caso, seu desenho é feito para que funcionem como corredores funcionais de fauna, impedindo a fragmentação total das unidades de conservação e permitindo o fluxo de espécies entre elas.