Culturas Cerratenses

As comunidades tradicionais do Cerrado se autodefinem tradicionalmente/historicamente a partir dos elementos do Cerrado com os quais têm mais convivência e intimidade –  pescadores, ribeirinhos, quilombolas, quebradeiras de coco babaçu, fundo e fecho de pasto, retireiros do Araguaia, vazanteiros, geraizeiros, barranqueiros, vacarianos, apanhadoras de flores de sempre-viva, veredeiros.

Os povos indígenas que nele vivem há mais de 12 mil anos – muito antes dos europeus pisarem no Brasil, são mais de 80 etnias, dentre Xavantes, Krahô-Kanela, Tapuias, Guarani Kaiowá, Terena, Xacriabas, Apinajé, Xerente, Karajá, Avá Canoeiro, Javaé, Xambioá, entre outros.

Toda a diversidade cultural dos povos indígenas e das comunidades tradicionais é patrimônio imaterial do Cerrado. Viva o Cerrado vivo e em pé!