Restauração

O Cerrado é composto por um mosaico de tipos de vegetação, com florestas, mas principalmente com savanas e campos que se caracterizam pela coexistência de gramíneas e outras espécies herbáceas com as espécies arbóreas que têm crescimento lento. Desta forma, os métodos e técnicas que visam a restauração das vegetações savânicas e campestres devem buscar a restauração dos diversos estratos que compõem estas vegetações. As técnicas de restauração estabelecidas para outros biomas podem não ser adequadas para a restauração do Cerrado.

Recuperação: restituição de um ecossistema ou de uma população silvestre degradada a uma condição não degradada, que pode ser diferente de sua condição original.

 

Recomposição: intervenção humana planejada e intencional em Áreas de Proteção Permanente  (APPs) e Reserva Legal (RL) degradadas ou alteradas para desencadear, facilitar ou acelerar o processo natural de sucessão ecológica e a recuperação de condições ambientais que garantam a proteção do solo, a existência de biodiversidade e o uso sustentável da vegetação nativa, incluindo, quando for o caso, a implantação de sistemas agroflorestais e silviculturais que consorciem espécies exóticas com nativas,

Fonte: Lei Federal 12.651/2012

 

Restauração Ecológica

Esse termo utilizado pelo Ministério do Meio Ambiente e pela Sociedade Internacional de Restauração consiste na ação humana para facilitar o processo de retorno dos elementos que compõem o ecossistema de uma área que foi degradada. Neste processo são considerados plantas, animais e todos os organismos encontrados anteriormente naquela localidade. O objetivo da Restauração Ecológica é que ao final deste processo a área esteja mais próxima ao que era antes de sua degradação.

 

Antes de começar um processo de restauração, é importante conhecer as características da área para realização da Restauração Ecológica.

 

A restauração pode tomar diversos caminhos. Muitas vezes, o que é realizado em determinada etapa da restauração pode não parecer com o que era antes da degradação. Conhecer bem as características da área é o primeiro passo para se alcançar a recomposição do ecossistema.

 

O Cerrado é um verdadeiro “mosaico” de vegetações, que vão de matas a campos. Sendo o Cerrado um bioma composto por vários tipos de vegetação, o projeto de restauração ecológica deve contemplar os diversos estratos que compõem as paisagens do Cerrado.Além das árvores, é importante a utilização de espécies de arbustos, ervas e capins.🌾🌿🌱

 

Neste sentido, fica difícil ter uma “área mais próxima do que era antes” se forem plantadas apenas árvores e arbustos. É aí, que entra a importância dos capins e ervas para o sucesso da restauração e também, da semeadura direta como método de plantio, que permite semear mais biodiversidade no processo de retorno da paisagem. Semear também garante mais biodiversidade ao processo de restauração.

A muvuca começou a ser disseminada no Brasil pelo trabalho do grupo Mutirão Agroflorestal com Ernst Göstch na década de 1980 e 1990, focado até hoje no desenvolvimento e multiplicação de sistemas agroflorestais produtivos. Além de designar a aglomeração de pessoas, o termo também dá nome a uma técnica empregada na restauração ecológica que reúne e mistura diversos tipos de sementes de espécies nativas para serem plantadas via semeadura direta e, assim, recompor uma paisagem antes degradada como nascentes e matas ciliares de rios e lagoas.

 

Agricultores e povos indígenas plantam espécies nativas por semeadura direta há séculos. Estamos descobrindo os benefícios que isso traz à qualidade da água, à fauna e à flora, ao clima, à produção agropecuária e à qualidade da nossa vida. A muvuca é uma mistura de sementes de diversas espécies para se plantar de uma vez só.

 

Todos comprovam os benefícios que a restauração florestal traz aos peixes, pelas frutas e sombra que propicia; aos animais, pelos corredores naturais que formam; ao clima regional e global, pela retenção de água e carbono atmosférico e à qualidade da água, bem finito e necessário à perpetuação da vida.

 

Além das sementes, a muvuca pode incluir também ervas, arbustos, cipós e árvores, pode-se quebrar a dormência das sementes ou inocula-las, pode-se ou não misturar com terra ou areia e seu plantio pode ser realizado de diferentes formas, mecanizadas ou manuais.

Calendário de coleta de sementes nativas do Cerrado tem informações específicas da Chapada dos Veadeiros, para auxiliar o planejamento anual de coletores.


Produzido em parceria com a Rede de Sementes do Cerrado e Associação Cerrado de Pé, a peça reúne informações-chave sobre vinte espécies nativas entre árvores, arbustos, gramíneas e outras ervas recorrentes em áreas de cerrado aberto. De um lado, o cartaz compila dados de consulta cotidiana dos coletores, enquanto o verso, dobrado como um folder de 6 páginas, oferece mais detalhes sobre a cadeia produtiva envolvida na comercialização das sementes.

 

Disponível em:

https://www.rsc.org.br/media/attachments/2021/02/05/rsc-arq.pdf

O Cadastro Ambiental Rural - CAR, previsto na Lei 12.651/2012 que dispõe sobre a Proteção da Vegetação Nativa, também conhecida como novo Código Florestal, demostrou a necessidade de recomposição de passivos ambientais nos imóveis rurais, relacionados às Áreas de Preservação Permanente – APP, de Reserva Legal – ARL e de Uso Restrito -AUR, declarados no Sistema Nacional de Cadastro Ambiental Rural- SICAR.

 

Um dos principais gargalos para promover a recomposição ambiental dessas áreas é a disponibilidade de sementes e mudas de espécies nativas mais indicadas, em especial aquelas com potencial para aproveitamento econômico. Assim, torna-se imprescindível a disponibilização de informações sobre espécies nativas, época de produção de frutos e de sementes adequadas a cada bioma brasileiro, a fim de orientar gestores de políticas públicas voltadas a produção rural sustentável, bem como agricultores, técnicos, viveiristas e demais interessados quanto ao período de coleta de frutos e sementes.

 

Nesse sentido, este calendário traz o período mensal de coleta de frutos e sementes de espécies arbóreas e arbustivo-herbáceas nativas, com potencial econômico para a recomposição de APP e ARL com formações florestais, savânicas e campestres do bioma Cerrado. Cada espécie aqui sugerida foi selecionada a partir de dados da literatura especializada sobre plantas arbóreas que ocorrem no bioma e validadas com base em dados cadastrados em herbários e centros de pesquisa, e com o apoio de viveiristas regionais, especialistas e pesquisadores da Embrapa e academia. Esse trabalho foi baseado no levantamento realizado pela Embrapa, no âmbito do Projeto Especial “Soluções Tecnológicas para a Adequação da Paisagem Rural ao Código Florestal Brasileiro” (ver ainda https://www. embrapa.br/codigo-florestal), coordenado pelo Departamento de Transferência de Tecnologia, em parceria com o Ministério do Meio Ambiente, por meio da Secretaria de Extrativismo e Desenvolvimento Rural Sustentável e do Serviço Florestal Brasileiro. 

 

Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/316252698_Epoca_de_coleta_de_sementes_de_especies_para_a_recomposicao_ambiental_no_Bioma_Cerrado 

 

Organizado pelo PNUMA em parceria com a WWF Brasil e a Araticum, o webinar tem como objetivo discutir os aspectos fundamentais para a conservação e a restauração do cerrado brasileiro.

 

Transmitido ao vivo em 10 de jun. de 2021

 

Mediação: Camila Alves Islas - Instituto Internacional para Sustentabilidade.

 

Mesa: Anderson Sevilha - Projeto Embrapa Bem Diverso; Claudomiro Almeida - Associação Cerrado de Pé; Alexandre Sampaio - ICMBio e Fabrícia Santarém - Grupo de Coletores e Restauradores do Cerrado da RDS Nascentes Geraizeiras.

 

Os coletores e restauradores do Cerrado da RDS Nascentes Geraizeiras estão baseados nos cerca de 38.177 hectares dos municípios de Montezuma, Rio Pardo de Minas e Vargem Grande do Rio Pardo, que compõem a reserva. A área começou a ser delimitada em 2017 de forma a favorecer a proteção e a conservação dos recursos naturais utilizados por mais de 20 comunidades tradicionais que praticam o extrativismo sustentável para segurança alimentar e geração de renda.

 

O Projeto “Gestão Integrada da Paisagem no Bioma Cerrado”, também chamado de Projeto Paisagens Rurais, tem como objetivo o fortalecimento da adoção de práticas de  conservação e recuperação ambientais, bem como de práticas agrícolas sustentáveis de baixa emissão de carbono em bacias selecionadas do bioma Cerrado.

 

O Projeto desenvolverá atividades de treinamento e assistência técnica para a recuperação e conservação da vegetação de Áreas de Preservação Permanente (APP) e Reserva Legal (RL) e para a adoção de práticas de agricultura de baixo carbono (ABC) para melhoria e incremento de sustentabilidade nas pastagens de imóveis rurais. Assim, espera-se: fortalecer a implementação da regularização ambiental, incentivar o restabelecimento dos fluxos biológicos, a partir da ampliação da conectividade da paisagem, e dos fluxos hidrológicos e processos ecológicos. Com isso, o projeto visa levar aos beneficiários o aporte técnico necessário ao cumprimento do Código Florestal Brasileiro (Lei 12651/2012) nos imóveis rurais e disseminar o uso de práticas de agricultura sustentáveis, incluindo a integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF) e recuperação de pastagens degradadas, promovendo o planejamento do uso da terra, conciliando produção agrícola com conservação da biodiversidade.

 

Com recursos da ordem de US$ 21 milhões do Fundo de Investimento Climático (CIF), a serem disponibilizados por meio do Programa de Investimentos em Florestas (FIP), o Projeto Paisagens Rurais selecionou preliminarmente 53 ottobacias, que cobrem uma área de 12,5 milhões de hectares, distribuídos em nove estados (BA, GO, MA, MG, MS, MT, PI, SP, TO) do Cerrado. A seleção final das áreas de atuação do projeto será feita na fase inicial de implementação das atividades. O Distrito Federal será contemplado com alguns imóveis rurais para serem utilizados como áreas demonstrativas.

 

O Paisagens Rurais é coordenado pelo Serviço Florestal Brasileiro e pela Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação (SDI) do Ministério da Agricultura, Abastecimento (Mapa), tendo como parceiros a agência de cooperação técnica alemã GIZ, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTI), através do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), e a Embrapa. O Projeto conta com o apoio do Banco Mundial.

 

O Projeto Paisagens Rurais mantém mecanismos de reparo de queixas para dúvidas, críticas ou sugestões que estão descritos no Marco de Gestão Socioambiental do Projeto.

 

- Guia observação do sucesso da implantação da semeadura direta https://www.caminhosdasemente.org.br/biblioteca/5fa42f672a8eca0b756fe7b8 

- Protocolo padrão de avaliação e manejo adaptativo para novos plantios com semeadura direta https://www.caminhosdasemente.org.br/biblioteca/5fa4302b2a8eca0b756fe7b9 

- Semeadura Direta para Restauração: Experiências Diversas pelo Brasil https://www.caminhosdasemente.org.br/biblioteca/5f91be24953a223f3a507ca1 

- Guia de plantas não desejáveis na Restauração Florestal https://www.caminhosdasemente.org.br/biblioteca/5f69186d8cfbfc05926c79bf

- Guia de plantas da regeneração natural do Cerrado e da Mata Atlântica https://www.caminhosdasemente.org.br/biblioteca/5f6916848cfbfc05926c79bd 

- Ervas e Arbustos - Para restauração ecológica do Cerrado semeadura direta, Rede de Sementes do Cerrado https://www.caminhosdasemente.org.br/biblioteca/5f6912fa8cfbfc05926c7937 

- Caminhos da Semente - Semeadura direta para recuperação da vegetação nativa: Um método com benefícios econômicos, ecológicos e sociais https://www.caminhosdasemente.org.br/biblioteca/5f6911e68cfbfc05926c78b7 

- Semeadura Direta: Descubra como recuperar a vegetação nativa com alta eficácia e baixo custo https://www.caminhosdasemente.org.br/biblioteca/5f6911998cfbfc05926c78b6 

- Guia da Muvuca - O passo a passo da semeadura direta de mixes de sementes para restauração ecológica https://www.caminhosdasemente.org.br/biblioteca/5f6902388cfbfc05926c76b1 

- Coleção plante as árvores do Xingu e Araguaia: volume I, Manual do Plantador, Instituto Socioambiental (ISA) https://www.caminhosdasemente.org.br/biblioteca/5f68f0908cfbfc05926c703b 

- Sementes, Plântulas e Restauração no Sudeste Goiano https://www.caminhosdasemente.org.br/biblioteca/5f68f0ea8cfbfc05926c703c 

- Guia de restauração do Cerrado: Volume 1 - Semeadura Direta. UNB - Universidade de Brasília e Rede de Sementes do Cerrado https://www.caminhosdasemente.org.br/biblioteca/5f68ebd18cfbfc05926c6f3a 

- PROGRAMAS DE REGULARIZAÇÃO AMBIENTAL (PRAs): Um guia para orientar e impulsionar o processo de regulamentação dos PRAs nos estados brasileiros https://www.inputbrasil.org/wp-content/uploads/2016/07/ 

- Guia_PRAs_Agroicone-3.pdf Estratégias de Recomposição Embrapa https://www.webambiente.gov.br/publico/tecnicas.xhtml 

- Espécies arbóreas e estratégias para a recomposição da vegetação nativa no bioma cerrado https://www.embrapa.br/busca-de-publicacoes/-/publicacao/1098121/especies-arboreas-e-estrategias-para-a-recomposicao-da-vegetacao-nativa-no-bioma-cerrado 

- Espécies e estratégias para Recomposição de Savanas e Campos no Bioma Cerrado https://www.icmbio.gov.br/cbc/images/stories/Publica%- C3%A7%C3%B5es/restaura%C3%A7%C3%A3o/folder-savana- -campo-web_3_Optimize.pdf 

- Métodos de Recomposição da Vegetação Nativa https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/ item/155321/1/folder-metodos-de-recomposicao-da-vegetacao-nativa.pdf 

- Manual de Restauração Florestal https://www.nature.org/media/brasil/manual-de-restauracao-florestal.pdf 

- Manual de Restauração Florestal de Áreas de Preservação Permanente Alto Teles Pires-MT http://lerf.eco.br/img/publicacoes/2015_TNC_Manual_MT_ INTERATIVO_17-9-2015.pdf 

- Manual de Restauração Ecológica: Técnicos e Produtores Rurais no Extremo Sul da Bahia https://www.researchgate.net/publication/297918563_Manual_de_restauracao_ecologica_-_tecnicos_e_produtores_rurais_no_extremo_sul_da_Bahia  

- Manual de Restauração da Vegetação Nativa do Estado do Tocantins https://central3.to.gov.br/arquivo/500422/ 

- Restauração ecológica com sistemas agroflorestais: como conciliar conservação com produção: opções para Cerrado e Caatinga https://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/handle/doc/1069767  

- Topsoil para restauração da vegetação do Cerrado em áreas degradadas https://www.embrapa.br/busca-de-solucoes-tecnologicas/-/ produto-servico/2744/topsoil-para-restauracao-da-vegetacao-do-cerrado-em-areas-degradadas 

- Lista de espécies para semeadura direta na Amazônia, Cerrado e Mata Atlântica https://caminhosdasemente.org.br/especies 

- Sementes, Plântulas e Restauração no Sudeste Goiano http://cepfcerrado.iieb.org.br/wp-content/uploads/2017/06/ Consolaro-et-al-2019_Sementes-pl%C3%A2ntulas-e-restaura%C3%A7%C3%A3o-no-sudeste-goiano.pdf 

- Ervas e Arbustos para Restauração do Cerrado: Semeadura direta http://cepfcerrado.iieb.org.br/guia_ervasearbustospararestauracaodocerrado-semeadura-direta/ 

- Espécies vegetais nativas recomendadas para recomposição ambiental no bioma Cerrado https://www.researchgate.net/publication/331047923_Especies_vegetais_nativas_recomendadas_para_recomposicao_ambiental_no_bioma_Cerrado  

- Lista de espécies indicadas para restauração Ecológica para diversas regiões do Estado de São Paulo https://www.infraestruturameioambiente.sp.gov.br/institutodebotanica/wp-content/uploads/sites/235/2019/10/lista- -especies-rad-2019.pdf 

- Guia de árvores com valor econômico  https://www.inputbrasil.org/wp-content/uploads/2015/11/ Guia_de_arvores_com_valor_economico_Agroicone.pdf 

- Guia de plantas não desejáveis na Restauração Florestal https://www.inputbrasil.org/wp-content/uploads/2018/03/ guia-plantas-nao-desejaveis.pdf 

- Coleta, beneficiamento e armazenamento de sementes nativas e redes de comercialização: Webambiente: Espécies https://www.webambiente.gov.br/publico/especies.xhtml 

- Coletar, manejar e armazenar. As experiências da Rede de Sementes do Xingu https://acervo.socioambiental.org/acervo/publicacoes-isa/ coletar-manejar-e-armazenar-experiencias-da-rede-de-sementes-do-xingu 

- Conheça as Yarang, indígenas que coletam sementes para reflorestar fazendas no Xingu https://globoplay.globo.com/v/7696763/       

- Manual para Construção de Cercas https://docplayer.com.br/11102150-Manual-para-construcao- -de-cercas.html

-  Estabelecimento e manejo de cercas vivas com espécies arbóreas de uso múltiplo https://www.embrapa.br/busca-de publicacoes/-/publicacao/495108/estabelecimento-e-manejo-de-cercas-vivas- -com-especies-arboreas-de-uso-multiplo 

- Manual prático sobre moirões vivos https://www.embrapa.br/busca-de-publicacoes/-/publicacao/290730/manual-pratico-sobre-moiroes-vivos

-  Práticas de Conservação de Solo e Água https://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/bitstream/doc/928493/1/CIRTEC133tamanhografica2.pdf 

- Manejo Adaptativo: primeiras experiências na Restauração de Ecossistemas https://www.infraestruturameioambiente.sp.gov.br/institutoflorestal/wp-content/uploads/sites/234/2014/01/Manejo_Adaptativo_Primeiras_Experiencias_na_Restauracao_de_Ecossistemas.pdf   

 - Mapa de restauração ecológica com semeadura direta no Brasil https://www.caminhosdasemente.org.br/mapa