Óleo de Gueroba

Nome científico da planta

Syagrus oleracea Mart.

Nomes populares da planta

Guariroba, guarirova, gueroba, gueiroba, catolé, cocoamargoso, coco-babão, coco-catolé, jaguaroba, palmito-amargoso, patiamargoso, pati (DOS REIS et al, 2016; DIAS, 2012).

Características do óleo

Possui fragrância delicada e de fácil absorção (PACARI, 2012), e pode ser extraído tanto da polpa do fruto quanto da amêndoa.

Usos

Usado como óleo comestível, na produção de sabões devido a sua alta composição lipídica (COIMRA, 2010), e na produção de cosméticos como, óleo hidratante corporal, loções corporais, shampoo e condicionadores (DIAS, 2012).

Benefícios

O óleo de gueroba possui ácidos graxos essenciais que estão diretamente relacionados com a produção de energia, manutenção das membranas celulares, funções cerebrais e transmissão de impulsos nervosos, e possui também carotenóides que são associados a funções importantes como a proteção da visão e efeitos benéficos contra câncer e doenças cardíacas (SILVA-CARDOSO et al, 2017). E devido a sua propriedade emoliente ele promove hidratação na pele (CARACIOLO, 2016).

Uso em comunidades tradicionais

O óleo de gueroba é produzido de forma semiartesanal pela Associação dos Ipês, no qual possui como gestoras mulheres localizadas no município de Buriti de Goiás, em parceria com a Articulação Pacari, no qual possuem como objetivo a promoção da agrobiodiversidade, a geração de renda para agricultores familiares e o protagnonismo de mulheres na gestão de empreendimento. A partir da produção do óleo de gueroba são produzidos 11 diferentes cosméticos, através da terceirização de uma indústria que atende ás exigências da ANVISA, para a comercialização (DIAS, 2012).

Referências bibliográficas

COIMBRA, Michelle Cardoso. Caracterização dos frutos e dos óleos extraídos da polpa e amêndoa de guariroba (Syagrus oleracea), Jerivá (Syagrus romanzoffiana) e macaúba (Acromia aculeata). 2010. 92 f. Dissertação (mestrado) – Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, 2010. Disponível em: <http://hdl.handle.net/11449/88418>.


CARACIOLO, Anellyse Ferreira. Óleo de catolé: determinação do EHL, ação promotora de absorção de fármacos e efeito hidratante na pele humana. Universidade Federal de Pernambuco, 2016. Disponível em: <https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/21468>.


DIAS, Jaqueline Evangelista. Cadeia produtiva do óleo de gueroba (Syagrus oleracea becc.): geração de renda para agricultores familiares e promoção da agrobiodiversidade, Buriti de Goiás (GO). 2012. x, 136 f. Dissertação (mestrado) – Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas de Botucatu, 2012. Disponível em:
<http://hdl.handle.net/11449/93571>.


DOS REIS, Edésio Fialho; PINTO, Jefferson Fernando Naves; FALEIRO, Fábio Gelape. Syagrus oleracea: Gueroba. Embrapa Cerrados-Capítulo em livro científico (ALICE), 2016. Disponível em: <https://www.alice.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/1074710/1/gueroba.pdf>.


PACARI. Gueroba. Articulação Pacari – Plantas medicinais do cerrado, 2012. Disponível em: < http://www.pacari.org.br/gueroba-syagrus-oleracea-becc/>.


SILVA-CARDOSO, Inaê Mariê de A.; DE SOUZA, Anderson Marcos; SCHERWINSKI-PEREIRA, Jonny Everson. The palm tree Syagrus oleracea Mart.(Becc.): A review. Scientia Horticulturae, v. 225, p. 65-73, 2017. Disponível em: <https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S030442381730393X>.

);