Óleo de Buriti

Nome científico da planta

Mauritia flexuosa L.

Nomes populares da planta

Buriti, coqueiro-buriti, buriti-do-brejo, miriti, muriti, muritim, palmeira-dos-brejos, carandá-guaçu e carnadaí-guaçu.

Características do óleo

Características organolépticas de sabor, aroma agradável parecido com o da fruta, e cor avermelhada (FERREIRA, 2005).

Usos

Na indústria de alimentos pode ser utilizado como corante natural de queijos, margarinas e em algumas massas comestíveis, também pode ser usado no preparo de molhos para saladas e na produção de emulsões, como maioneses, requeijões e cremes vegetais (PESSÔA, 2017; FERREIRA, 2005). Além de ser usado em alimentos pode também ser usado em cosméticos, e em polímeros (AQUINO et al., 2012).

Benefícios

Reduz o colesterol total, o LDL colesterol e os triglicerídeos e aumenta o HDL colesterol (BINKOSKI et al., 2005; AQUINO et al., 2012). Além disso, o óleo vegetal de buriti possui ação antioxidante e possui pró-vitamina A, vitamina E e A, esse último sendo um micronutriente importante para as funções visuais, e funcionamento do sistema imunológico (AQUINO et al., 2012).

Uso em comunidades tradicionais

Esse óleo é usado tradicionalmente pelos povos do Cerrado para curar picadas de cobras, para atenuar problemas respiratórios, na atenuação de dores de picadas de insetos, e para ajudar na cicatrização de feridas e queimaduras (SAMPAIO et al, 2011).


Vale citar a Cooperativa Regional de Produtores Agrossilviextrativistas Sertão Veredas – CoopSertão (MG) que é uma cooperativa que comercializa vários produtos do Cerrado, inclusive o óleo de buriti, produzidos por comunidades tradicionais, afim de gerar acréscimo de renda para essas famílias e valorizar o Cerrado e seus produtos (SAMPAIO et al, 2011).

Referências bibliográficas

AQUINO, Jailane de Souza et al . Refining of buriti oil (Mauritia flexuosa) originated from the Brazilian Cerrado: physicochemical, thermal-oxidative and nutritional implications. J. Braz. Chem. Soc., São Paulo , v. 23, n. 2, p. 212-219, Feb. 2012 . Disponível em: <https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-50532012000200004&script=sci_arttext>


BINKOSKI, Amy E. et al. Balance of unsaturated fatty acids is important to a cholesterol-lowering diet: comparison of mid-oleic sunflower oil and olive oil on cardiovascular disease risk factors. Journal of the American Dietetic Association, v. 105, n. 7, p. 1080-1086, 2005. Disponível em: <https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0002822305004839>.


FERREIRA, M. G. R. Buriti (Mauritia flexuosa L.). Porto Velho, RO: 2005. 2 p.. Disponível em: <http://www.cpafro.embrapa.br/media/arquivos/publicacoes/folder_buriti.pdf>.


PESSÔA, Pedro Alberto Pavão. Avaliação das propriedades do óleo de buriti (Mauritia flexuosa L.) e sua aplicação em creme vegetal. São José do Rio Preto, 2017. Disponível em: <https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/150837/pessoa_pap_dr_sjrp_int.pdf?sequence=4&isAllowed=y>


SAMPAIO, Maurício Bonesso et al. Boas práticas de manejo para o extrativismo sustentável do buriti. 2011. Disponível em: <http://www.bibliotecadigital.abong.org.br/bitstream/handle/11465/292/ISPN_boas_praticas_manejo_do_Buriti.pdf?sequence=1>.

);