Influência dos teores de lignina, holocelulose e extrativos na densidade básica e na contração da madeira e no rendimento e densidade do carvão vegetal de cinco espécies lenhosas do cerrado

Autor(a):

Iris Dias Santos

Resumo:

O objetivo do presente trabalho foi avaliar a influência das propriedades químicas (teores de lignina, holocelulose e extrativos) da madeira de cinco espécies lenhosas do cerrado(Pterodon pubescens, Dalbergia miscolobium, Sclerolobium paniculatum, Stryphnodendron adstringens e Vochysia thyrsoidea) na densidade básica, na contração da madeira, nos rendimentos e densidade aparente do carvão vegetal. As amostras foram coletadas na Fazenda Água Limpa, de propriedade da Universidade de Brasília, a partir de três árvores de cada uma das cinco espécies, perfazendo assim um total de 15 amostras: cinco tratamentos e três repetições. A densidade básica das madeiras variou entre 0,58 e 0,82g/cm3; a retração volumétrica entre 11,01 e 19,45%; os teores de lignina, extrativos e holocelulose variaram, respectivamente, entre 25,16 e 32,31%; 6,14 e 8,54% e 67,69 e 74,87%. Os rendimentos gravimétricos variaram entre 24,87 e 28,67%, enquanto que a densidade aparente do carvão vegetal variou entre 0,28 e 0,43%. A lignina apresentou correlação positiva e significativa, com a densidade básica da madeira e a densidade aparente do carvão vegetal; não apresentou correlação significativa com a retração volumétrica e o rendimento gravimétrico (embora com este último tenha indicado uma tendência positiva). Os extrativos totais não apresentaram correlação significativa com a densidade básica, a retração volumétrica, o rendimento gravimétrico e a densidade aparente do carvão vegetal. Por outro lado a holocelulose apresentou correlação positiva e significativa com a densidade básica da madeira. A densidade aparente do carvão vegetal, no entanto, não apresentou correlação significativa com a retração volumétrica e o rendimento gravimétrico do carvão vegetal, embora com este último tenha apresentado uma tendência negativa.

Referência:

SANTOS, Iris Dias. Influência dos teores de lignina, holocelulose e extrativos na densidade básica e na contração da madeira e no rendimento e densidade do carvão vegetal de cinco espécies lenhosas do cerrado. 2008. 57 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais)-Universidade de Brasília, Brasília, 2008

Disponível em:

);