Fragmentação e viabilidade de corredores ecológicos na região do MATOPIBA

Autor(a):

Thais Jacob Mendes

Resumo:

A região do MATOPIBA está inserida num contexto social e ambientalmente diverso. Estão presentes na região de estudo a agricultura empresarial, familiar, unidades de conservação, terras indígenas e quilombolas e uma grande variedade de solos e clima. É relevante, portanto, o melhor entendimento do desenvolvimento e da dinâmica espacial do uso e cobertura da terra para caracterizar e definir ações de intervenção que poderiam promover a sustentabilidade do uso da terra nessa região. Nesta pesquisa, foram conduzidas análises espaço-temporais das mudanças do uso e cobertura da terra e seus efeitos na fragmentação da vegetação nativa entre 2000 e 2016, utilizando dados de sensores remotos e técnicas de análise da paisagem. Adicionalmente, foram delimitadas áreas potenciais para formação e integridade de corredores ecológicos em direções de menor e maior grau de fragmentação utilizando a técnica do caminho de menor custo, definindo áreas prioritárias para restauração da vegetação natural. Os resultados da análise de uso e cobertura da terra na região de estudo indicam uma expressiva expansão da agricultura extensiva nesta região do Cerrado brasileiro entre 2000 e 2016. Observou-se um aumento crescente da fragmentação no período e área de estudo, sendo que o menor e o maior grau de fragmentação foram observados na direção Leste-Oeste e na direção Nordeste-Sudoeste, respectivamente. A análise estrutural de corredores indica que a maior parte dos corredores é composta por vegetação natural, com menos de 6% de suas áreas com alta prioridade de recuperação da vegetação nativa, o que aumenta a viabilidade da formação de corredores ecológicos funcionais.

Referência:

MENDES, Thais Jacob. Fragmentação e viabilidade de corredores ecológicos na região do MATOPIBA. 2018. 72 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018.

Disponível em:

);