Andarilhos da Claridade

Síntese

O presente trabalho é um intento de responder algumas questões, principalmente para as áreas interioranas do continente. Para tal cruzaram-se inúmeras informações de ordem física, biológica e cultural, dentro de uma lógica baseada nos princípios da ecologia cultural.

 

 Os resultados foram satisfatórios. Não só porque permitem vislumbrar de forma mais clara alguns itens obscuros da pré-história sulamericana, mas também pelo fato de motivarem em perspectiva a formulação de outros problemas de ordem científica. A área interiorana central da América do Sul é caracterizada por um tipo de paisagem muito diversificada que constrói o Domínio Morfoclimático e Fitogeográfica do Cerrado ou de acordo com a nomenclatura do autor, Sistema Biogeográfico do Cerrado, onde a maior porcentagem das formações vegetacionais, é constituída por áreas abertas onde há bastante luminosidade durante todo ano. 

 

O título da obra, Andarilhos da Claridade procura de certa forma caracterizar uma parcela do modo de vida das primeiras populações humanas, que de maneira mais duradoura exploravam e planejavam esse tipo de ambiente, já que suas migrações se davam mais frequentemente pelos ambiente com claridade.

 

 

 

O Autor

O professor doutor Altair Sales Barbosa, conhecido nacionalmente e internacionalmente como um dos maiores conhecedores do Cerrado e outros sistemas Biogeográficos brasileiros, é graduado em Antropologia pela Universidade Católica do Chile, possui vários cursos de nível de Pós-Graduação em Geologia, Ecologia, Arqueologia, Antropologia, dentre outros, em diversas instituições nacionais. Com doutorado em Antropologia/Arqueologia pela Smithsonian Institution – Washington-DC (EUA).

);