Unidades de conservação no Distrito Federal: o caso do Parque Ecológico Ezechias Heringer

Autor(a):

Fernanda Pereira Rodrigues

Resumo:

Este trabalho teve por finalidade analisar a dinâmica de uma Unidade de Conservação, Parque Ecológico Ezechias Heringer, no Distrito Federal – DF, inserido em um meio urbano como alvo de pressões e interesses adversos à Conservação do Cerrado. Além de observar a efetividade da aplicação da Legislação Ambiental sobre o Parque e por fim, caracterizar a configuração espacial do mesmo entre os anos de 2000 a 2010. Como base metodológica ocorreu entrevistas, apoio bibliográfico e utilizou-se o programa ArcGis, para melhor visualização da área de estudo. Com os resultados obtidos observou-se que a área do Parque é um lugar de conflitos, pois há interesses discrepantes aos objetivos legais de uma Unidade de Conservação, visto que a expansão urbana tende a ocupar diversas áreas, desconsiderando as funções ecológicas que, intrinsecamente, algumas possuam. Além disso, foi possível suscitar prognósticos e compreender a importância de mapear periodicamente as UCs visando o fortalecimento de uma manutenção e/ou fiscalização na área.

Referência:

RODRIGUES, Fernanda Pereira. Unidades de conservação no Distrito Federal: o caso do Parque Ecológico Ezechias Heringer. 2012. 68 f., il. Monografia (Bacharelado/Licenciatura em Geografia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2012.

Disponível em:

);