Tradição e sustentabilidade: um estudo dos saberes tradicionais do cerrado na Chapada dos Veadeiros, Vila São Jorge - GO

Autor(a):

Regina Coelly Fernandes Saraiva

Resumo:

Saberes tradicionais do cerrado são parte do legado cultural dos moradores da Vila São Jorge, Chapada dos Veadeiros – GO, herdados a partir da interação de homens e mulheres com uma inigualável biodiversidade natural. A criação do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em 1961, somada ao processo modernizador voltado para aquela região, casou mudanças no modo de vida daquela comunidade tradicional, formada por garimpeiros, lavradores, sitiantes e fazendeiros que tiveram seus saberes silenciados, frente à chegada de novos valores. Com a intenção de desvelar esses silêncios, trago neste estudo vozes e experiências desses homens e mulheres, a partir de um enfoque teórico-metodológico que trabalha com memórias e narrativas. Busquei esse referencial porque acredito que o passado lembrado tem um caráter ilimitado, uma profusão de sentidos, que ao serem trazidos para o presente, tornam possível (re)escrever histórias e contemplar visões omitidas. Narrativas dos moradores da Vila São Jorge traduzem histórias, tensões, saberes, conflitos, sonhos, alegrias, desejos, que estão presentes ao longo desse estudo. Essas narrativas foram analisadas também de modo a identificar como, no contexto atual, aquela comunidade tradicional relaciona-se com o Parque Nacional e as mudanças introduzidas, revelando vontades de deixar marcas de seus saberes e desejos de intercambiar experiências. Projetos, estratégias e propostas desses grupos questionam as contradições que sustentam o modelo de gestão dos parques nacionais. Interpretações a partir do estudo desses saberes tradicionais, compartilhados pelos moradores da Vila São Jorge, revelam que a sustentabilidade não pode ser entendida como algo abstrato, deve ser pensada para homens, mulheres e natureza, valorizar memórias e considerar que as tradições se reinventam no desejo de legar a outras gerações saberes e experiências.

Referência:

SARAIVA, Regina. Coelly. Fernandes. Tradição e sustentabilidade: um estudo dos saberes tradicionais do cerrado na Chapada dos Veadeiros, Vila São Jorge – GO. 2006. 235 f., il. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Sustentável)-Universidade de Brasília, Brasília, 2006.

Disponível em:

);