Lafoensia pacari

Nomes populares

Pacari, dedaleira-amarela, candeia-de-caju, mangaba-brava, pacari-do-mato, pacari-do-sertão, pau-tinta, pau-de-nódia

Partes utilizadas

Entrecasca, casca, folhas

Descrição

Árvore com aproximadamente 4 metros de altura; ela cresce reta até
uns 2 metros e depois solta seus galhos. Seu tronco e galhos têm uma cor amarelo-avermelhada e possuem um aspecto arrepiado. As folhas do pacari são bem verdes e têm uma textura lisa. Suas flores nascem entre os meses de fevereiro e julho; elas têm um botão em forma de sino de cor verde-avermelhado e suas pétalas são brancas. O pacari ocorre no Norte (Tocantins), no Nordeste (Bahia, Maranhão), no Centro-Oeste (Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso), no Sudeste (Minas Gerais, São Paulo) e Sul (Paraná).

Uso medicinal

As folhas e a entrecasca da pacari são utilizadas como cicatrizante de feridas da pele e para o tratamento de gastrite ou úlcera no estômago.


Para o tratamento de gastrite ou úlcera, a pacari é usada na forma de chá, tintura ou garrafada. Já para o tratamento de feridas na pele, ela é usada na forma de banhos e pomada. O pó da entrecasca é usado em feridas de animais, como por exemplo, no cavalo, para tratar pisadura de montaria (FARMACOPEIA POPULAR DO CERRADO, 2009).

Formas de uso

As folhas e a entrecasca devem ser sempre usadas secas.


A quantidade de folhas ou entrecasca usadas para se fazer o remédio caseiro deve ser pequena, principalmente quando for para uso interno, pois a pacari é uma planta de natureza travosa, o que pode provocar intoxicação.


O chá é feito da entrecasca seca ou das folhas secas da pacari. O chá para banhar ferimentos deve ser mais concentrado que o chá para uso interno.


A garrafada é feita curtindo-se a entrecasca seca no vinho branco ou na cachaça e, a tintura, curtindo-se a entrecasca seca no álcool de cereais.


A pomada de pacari pode ser feita com as folhas secas ou com a entrecasca seca. O pó da pacari é feito com a sua entrecasca seca e deve ser bem fino (FARMACOPEIA POPULAR DO CERRADO, 2009).

Contraindicações

O uso interno desta planta não é indicado para mulheres grávidas e crianças. Os remédios caseiros preparados com álcool não devem ser ingeridos por hipertensos ou por pessoas que estejam utilizando medicamentos (FARMACOPEIA POPULAR DO CERRADO, 2009).

Cuidados

O remédio caseiro feito de pacari deve ser usado com cuidado e atenção, observando-se as doses recomendadas, que são bem pequenas. Não há conhecimento sobre tratamento para intoxicações decorrentes de doses excessivas da pacari. (FARMACOPEIA POPULAR DO CERRADO, 2009)

Referências Bibliográficas

DIAS, J.E.; LAUREANO, L.C. (Coord.) Farmacopeia Popular do Cerrado. 1 ed. Goiás: Articulação Pacari, 2009.

 

CAVALCANTI, T.B. 2015 Lafoensia in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponível em: <http://floradobrasil.jbrj.gov.br/jabot/floradobrasil/FB8784>.

);