Gato-palheiro

Nomes comuns: Gato-palheiro, gato-dos-pampas.

 

Nome em inglês: Pantanal cat, pampas cat.

 

Ameaças e conservação: Perda de habitat provocada principalmente pela expansão agrícola e pela silvicultura, queimadas, atropelamentos, predação por cães domésticos, caça retaliatória ou preventiva e envenenamento, como caça por retaliação. Como medidas de conservação é importante: 1) Destacar a utilização de felinos como “espécies bandeira” em atividades de Educação Ambiental, principalmente no meio rural, focalizando as crianças e trabalhadores rurais; 2) Manutenção ou restauração da conectividade em ambientes com características originais; 3) Ações para a conservação em áreas privadas; 4) Ampliação das UCs, sobretudo na região do Pampa, onde são muito escassas. É classificado pelo MMA (Ministério do Meio Ambiente, 2014) como espécie VULNERÁVEL.

 

Comprimento total: 88,5 cm (média).

 

Peso: 3 a 4 Kg.

 

Dieta: Principalmente pequenos mamíferos, aves, lagartos, serpentes e insetos.

 

Número de filhotes: 1 a 3.

 

Gestação: 80 a 85 dias.

 

Longevidade: 19,6 anos (cativeiro).

 

Estrutura social: Solitário.

 

Padrão de atividade: Crepuscular e noturno.

 

Distribuição geográfica: Apresenta uma ampla distribuição na América do Sul, ocorrendo principalmente em regiões com predomínio de vegetação do tipo campestre e savana, desde campos de altitude até a região andina do Peru, Bolívia, Chile, Argentina, Paraguai. No Brasil, a espécie é registrada na região centro-oeste e sudeste (Mato Grosso do Sul, sul-sudeste do Mato Grosso, Goiás, Tocantins, sul do Maranhão e Piauí, oeste da Bahia, oeste-noroeste de Minas Gerais e oeste de São Paulo) e na região sul (metade sul do estado do Rio Grande do Sul).

 

Habitat: É a espécie de felino sul-americano que frequenta a maior quantidade de habitats diferentes, não somente áreas abertas, mas também florestas, desde o nível do mar até aproximadamente os 5000 m.  Pode ser encontrado em ambientes alterados, como áreas de cultivos agrícolas, além de áreas limítrofes campos-áreas agricultáveis e cerrado-pastos.

 

Descrição física: Corpo com pelos longos e coloração que vai do vermelho alaranjado ao cinza. Possui listras de forma irregular nas patas e laterais do corpo.

 

Fonte: Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros – CENAP/ICMBio, Disponível em: https://www.icmbio.gov.br/cenap/carnivoros-brasileiros.html Acesso em: 31.agosto.2021

);