Diversidade e uso de plantas do Cerrado em comunidade de Geraizeiros no norte do Estado de Minas Gerais, Brasil

Autor(a):

Isabela Lustz Portela Lima, Aldicir Scariot, Marcelo Brilhante de Medeiros; Anderson Cássio Sevilha

Resumo:

A conservação e o uso sustentável da biodiversidade requerem conhecimentos da vegetação nativa e de como as populações locais utilizam os recursos naturais disponíveis. Os objetivos deste estudo foram testar a hipótese da aparência ecológica e levantar a diversidade de uso e a distribuição do conhecimento sobre plantas úteis em uma comunidade tradicional de Geraizeiros no município de Rio Pardo de Minas, Norte de Minas Gerais, Brasil. Caryocar brasiliense Cambess., Hancornia speciosa Gomes, Sclerolobium paniculatum Vogel e Pterodon emarginatus Vogel apresentaram os maiores valores de uso (0,7 a 1,8) e maiores valores de importância fitossociológica (1,31 a 36,98). A diversidade de uso (H’ = 1,13 a 1,26) e a diversidade de plantas arbóreas no ambiente (H’ = 3,11) foram baixas. Os homens demonstraram conhecer mais as espécies úteis que as mulheres e não foram encontradas diferenças significativas relacionadas à idade dos entrevistados. Foi constatada relação positiva entre utilidade e disponibilidade da planta no ambiente, confirmando a hipótese da aparência ecológica. Os dados obtidos poderão contribuir para conservação do cerrado remanescente na região, do modo de vida da população local e para o estabelecimento de estratégias de manejo baseadas nas demandas locais e nas espécies prioritárias.

Referência:

LIMA, I.L.P. et al. Diversidade e uso de plantas do Cerrado em comunidade de Geraizeiros no norte do Estado de Minas Gerais, Brasil. Acta Bot. Bras. vol.26 no.3 Feira de Santana Julho/Set. 2012

Disponível em:

);