Desempenho agronômico de cultivares de soja em diferentes épocas de semeadura no cerrado do Distrito Federal

Autor(a):

Eduardo Rodrigues Francisco

Resumo:

No Cerrado, de modo geral, cultivares, progênies e demais genótipos de soja, em processo de melhoramento, são estudados sob amplas e variadas condições ambientais, antes de serem recomendados ao cultivo. As variações compreendem diferentes tipos de solo, níveis de fertilidade, regime hídrico, época de semeadura, temperatura e práticas culturais. Uma cultivar pode ser altamente produtiva em alguns ambientes e não apresentar este comportamento em outros. Esta mudança de resposta no desempenho relativo dos genótipos expressa a interação com o ambiente. Torna-se fundamental conhecer os tipos de interação para definir esquemas seletivos que compreendem vários anos de avaliação, com o propósito de se realizar uma seleção efetiva. Por outro lado, o cultivo em época de semeadura inadequada pode reduzir o rendimento e afetar outras características agronômicas, comprometendo a renda do produtor. A semeadura em diferentes épocas permite com que cultivares e genótipos em vias de recomendação expressem suas potencialidades e limitações. Como genótipos podem apresentar diferença na resposta ao fotoperíodo, as indicações da melhor época devem ser precedidas de experimentos regionalizados, conduzidos por mais de um ano. Esta pesquisa como parte do programa cooperativo de melhoramento de soja entre unidades da Embrapa (Cerrados e Soja), objetivou definir o efeito de épocas de semadura em diferentes cultivares de soja no período entre, 2005 a 2008 em Planaltina, DF.

Referência:

FRANCISCO, Eduardo Rodrigues. Desempenho agronômico de cultivares de soja em diferentes épocas de semeadura no cerrado do Distrito Federal. 2009. xv, 129 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Agrárias)-Universidade de Brasília, Brasília, 2009.

Disponível em:

);