DENÚNCIA: GUERRA QUÍMICA CONTRA COMUNIDADES TRADICIONAIS DO CERRADO NO MARANHÃO!!!

 

No dia 3 de abril de 2024, o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos do Maranhão (CEDDH) conduziu uma inspeção in loco nas comunidades tradicionais de São José, Baixa Nova, Morada Nova, Buriti, Capinal, Santa Vitória, Passa Mal e Maresia, todas situadas na zona rural de Timbiras, no Estado do Maranhão. Essa ação foi realizada em resposta a uma denúncia de pulverização aérea de agrotóxicos apresentada pela Rede de Agroecologia do Maranhão (RAMA) e pela Federação dos Trabalhadores Rurais do Maranhão (FETAEMA) durante a sessão ordinária do Conselho, que ocorreu em 27 de março de 2024. Segundo a denúncia, a pulverização aérea de agrotóxicos sobre as comunidades foi realizada em 21 de março de 2024.

 

 

As denúncias sobre o uso indiscriminado de agrotóxicos por grandes fazendeiros e empresas no Maranhão têm se multiplicado, evidenciando o uso desses produtos químicos como armas, resultando em doenças e até mortes. Essa situação configura uma verdadeira guerra química, que visa a expulsão das comunidades de seus territórios.

 

 

Queremos Territórios Livres de Veneno!

Conheça e apoie nossa a Campanha “Chega de Agrotóxicos!”     

                                                                                                                                                                                Fonte: https://www.rederama.org/post/den%C3%BAncia-guerra-qu%C3%ADmica-contra-comunidades-tradicionais     

 

                                           #cerrado #agrotoxicos #comunidadestradicionais   #chegadeagrotóxicos #OAgroÉTóxico 

);