Caracterização do solo e do microclima de um sistema integração pecuária-floresta na região do cerrado

Autor(a):

Leandro Coimbra Tedesco

Resumo:

Este trabalho teve o objetivo de caracterizar cinco áreas diferentes no município de Cristianópolis, GO (Lat. 17º11’S, Long. 48º42’W, altitude 768 m) quanto aos atributos do solo e microclima. Foram estudadas duas áreas silvipastoris, uma com plantio de acácia (A) e outra com eucalipto (E), e duas áreas de pastagem, uma delas onde houve o plantio de milho (PM) e outra com pasto contínuo (PD). A quinta área estudada foi uma mata nativa (MN). O solo foi analisado em duas profundidades (0-20 e 20-40 cm) quanto às características físicas (textura, densidade e porosidade) e químicas (fertilidade, nitrogênio total e carbono total). Em relação ao microclima, entre agosto e novembro de 2015 foram coletados dados de temperatura e umidade relativa, comparando uma área sob vegetação arbórea (Área A) e a pastagem aberta, sem nenhuma sombra (PM), pluviometria e temperatura do solo na pastagem. As análises texturais indicaram diferenças entre as áreas estudadas, o que dificulta a comparação entre elas. Os valores médios de densidade e porosidade indicam que não há compactação em nenhuma das áreas. Na análise química foi possível observar um incremento na quantidade de nitrogênio total no solo na Área A, chegando a valores iguais a 1,09 e 1,79 g kg-1 de solo próximos à linha de plantio das acácias, enquanto nas outras áreas a média observada foi de 0,84 g kg-1 de solo. Na avaliação do microclima, foram observadas diferenças na amplitude térmica entre a Área A quando comparada com pasto aberto, o que está de acordo com outros estudos feitos nesta área.

Referência:

TEDESCO, Leandro Coimbra. Caracterização do solo e do microclima de um sistema integração pecuária-floresta na região do cerrado. 2015. 35 f., il. Monografia (Bacharelado em Medicina Veterinária)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015.

Disponível em:

);