Azteca velox , Forel, 1899.

Nome(s) popular(es):

Outras nomenclaturas taxonômicas:

Azteca coeruleipennis fasciata Pergande, 1896; Azteca velox nigriventris Forel, 1899; Azteca velox rectinota Forel, 1908.

Descrita por:

Auguste-Henri Forel em 1899.

História natural:

Azteca velox é uma espécie comum em uma ampla variedade de habitats. Ocorre mais abundantemente em áreas sazonalmente secas, habitats sinantrópicos e margens de praias. Os trabalhadores são forrageadores de superfície diurnos comuns. Eles são necrófagos generalizados e frequentemente visitam nectários extraflorais. Os ninhos são polidomos, dispersos em múltiplas cavidades vegetais. As cavidades podem estar em hastes vivas ou mortas. Colônias também foram associadas a orquídeas mirmecofíticas.” (Longino, 2007, p 51).

Distribuição:

Neotropical. Ocorre nas Antilhas Neerlandesas, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Equador, Guiana, Guiana Francesa, Honduras, Nicarágua, Mexico, Panamá, Suriname, Trindade e Tobago e na Venezuela. No Brasil ocorre nos estados do Amazonas, Ceará, Minas Gerais, Pará, Rio de Janeiro e Rondônia.

Neotropical. Ocorre nas Antilhas Neerlandesas, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Equador, Guiana, Guiana Francesa, Honduras, Nicarágua, Mexico, Panamá, Suriname, Trindade e Tobago e na Venezuela. No Brasil ocorre nos estados do Amazonas, Ceará, Minas Gerais, Pará, Rio de Janeiro e Rondônia.

Fonte: Jonas Victor Morais Antunes, 2021.

Referências:

AntWeb. Version 8.54.9. California Academy of Science, Disponível em: <https://www.antweb.org>. Acesso em: 03 de março de 2021.

Guénard, B., Weiser, M., Gomez, K., Narula, N., Economo, E.P. 2017. The Global Ant Biodiversity Informatics (GABI) database: a synthesis of ant species geographic distributions. Myrmecological News 24: 83-89. Disponivel em: <https://myrmecologicalnews.org/cms/index.php?option=com_content&view=category&id=1474&Itemid=406>. Acesso em: 04 de março de 2021.

Janicki, J., Narula, N., Ziegler, M., Guénard, B. Economo, E.P. 2016. Visualizing and interacting with large-volume biodiversity data using client-server web-mapping applications: The design and implementation of antmaps.org. Ecological Informatics 32: 185-193.Disponivel em: <https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1574954116300097>. Acesso em: 04 de março de 2021.

Emery C. 1913. Hymenoptera. Fam. Formicidae. Subfam. Dolichoderinae. Genera Insectorum 137: 1-50. Disponivel em: <https://antcat.org/references/124711>. Acesso em: Acesso em: 05 de março de 2021.

Fernandes, IO,Delabie JHC,Feitosa RSM 2021. Formicidae in Catálogo Taxonômico da Fauna do Brasil. PNUD. Disponível em: <http://fauna.jbrj.gov.br/fauna/faunadobrasil/56600>. Acesso em: 10 de abril de 2021.

Longino, Jonh T. A taxonomic review of the genus Azteca (Hymenoptera: Formicidae) in Costa Rica and a global revision of the aurita group. Zootaxa, [S.l.], v. 1491, n. 1, p. 1–63, may 2007. ISSN 1175-5334. Disponível em: <https://www.biotaxa.org/Zootaxa/article/view/zootaxa.1491.1.1>. Acesso em: 10 de maio de 2021.

 

);