Análise do cenário da produção de mogno africano (Khaya ivorensi) no cerrado

Autor(a):

Gustavo Souza Natividade

Resumo:

Este trabalho teve como objetivo geral analisar o cenário da produção de Khaya ivorensi (Mogno Africano) no cerrado brasileiro. Neste estudo foram levantadas informações da espécie Khaya ivorensi sobre mercado consumidor e produtos desdobrados da madeira, dados envolvidos na implantação de uma floresta de produção e da adaptabilidade no cerrado. Estima-se que, em virtude da baixa velocidade que vem ocorrendo o reflorestamento de madeiras nobres para atender a demanda futura, a médio prazo haverá problemas de abastecimento. Neste sentido tem crescido a utilização de espécies exóticas, em especial, o mogno-africano por apresentar madeira com características consideradas de excelente qualidade pelo mercado madeireiro. É uma espécie de moderado a rápido crescimento, possibilitando rotações mais curtas, característica que a torna um investimento atrativo para produtores do Agronegócio. O cultivo desta espécie contribuirá, sem dúvida, com o aumento da oferta de madeira para as indústrias moveleiras e na construção civil, que se beneficiarão com a utilização de uma madeira classificada como nobre. Desta forma concluí- se que a atividade de reflorestamento do Khaya ivorensis (mogno-africano), contribuirá efetivamente com a economia brasileira, gerando riquezas e oportunidades de negócios, além de atender as demandas nacional e internacional por madeira de boa qualidade.

Referência:

NATIVIDADE, Gustavo Souza. Análise do cenário da produção de mogno africano (Khaya ivorensi) no cerrado. 2016. 45 f., il. Monografia (Bacharelado em Gestão de Agronegócios)—Universidade de Brasília, Brasília, 2016

Disponível em:

);