Zonia zonia diabo, Mielke & Casagrande, 1998

Nome(s) popular(es):

História natural:

Morfologia descrita por Mielke & Casagrande (1997, p.986-987). Táxon se assemelha ao padrão encontrado nas outras subespécies de Zonia zonia, porém ainda pouco conhecido. Os machos voam a altura próxima de 15 m a procura de fêmeas para acasalar e para defender seus territórios, comportamento de “hilltopping’’, pousando em cima das folhas de árvores com 3 m de altura. Não há informações sobre a fêmea e a planta hospedeira.

Descrição:

Macho possui comprimento da asa anterior: 26-28 mm. Padrão dos desenhos como nas demais subespécies, diferindo no padrão de manchas apicais e medianas das asas. Informações sobre a fêmea e a planta hospedeira ainda indisponível.

Distribuição:

Endêmica do Brasil, ocorre em matas de galeria no Cerrado e florestas úmidas de Mata Atlântica. Registrada em topos de morro com altitude de até 800- 1.100 m nos municípios de Teodoro Sampaio- SP (PE do Morro do Diabo), Pirenópolis-GO (PE dos Pireneus) e Terra Rica- PR (Parque Municipal Três Morrinhos). Informações populacionais indisponíveis.

Conservação:

Espécie categorizada como Em Perigo- EN (IUCN) e Vulnerável (ICMBio).

A principal ameaça é o desmatamento e destruição do habitat natural, sendo assim, a conservação e manejo adequado do ambiente de ocorrência da subespécie é o mais importante. Além disso, é necessário e essencial o desenvolvimento de trabalhos em busca de fêmeas e populações, e também pesquisas voltadas para à ecologia, taxonomia, biologia e distribuição geográfica da subespécie acompanhado de investimento em educação ambiental.

Referências

Dolibaina, D.R.; Carneiro, E.; Dias, F.M.S.; Mielke, O.H.H.; Casagrande, M.M. Registros inéditos de borboletas (Papilionoidea e Hesperioidea) ameaçadas de extinção para o Estado do Paraná, Brasil: novos subsídios para reavaliação dos critérios de ameaça. Biota Neotropica, v. 10, n. 3, p. 75–81, Jul. 2010.

 

FREITAS, A. V. L.; MARINI-FILHO, O. J. Plano de Ação Nacional para Conservação dos Lepidópteros Ameaçados de Extinção. Brasília: Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, ICMBio, 2011. 124 p. (Série Espécies Ameaçadas ; 13).

 

Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. 2018. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção: Volume VII – Invertebrados. In: Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. (Org.). Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. Brasília: ICMBio. 727p.

 

MIELKE, Olaf H. H; CASAGRANDE, Mirna M. Papilionoidea e Hesperioidea (Lepidoptera) do Parque Estadual do Morro do Diabo, Teodoro Sampaio, São Paulo, Brasil. Rev. Bras. Zool.,  Curitiba ,  v. 14, n. 4, p. 967-1001,  Dec.  1997 .   Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-81751997000400013&lng=en&nrm=iso>. access on  26  July  2020.  https://doi.org/10.1590/S0101-81751997000400013.

 

 

);