Leporinus geminis Garavelo & Santos,2009.

CP 13,9 cm

Nome(s) popular(es):

Piau, piau-loqueiro.

Tamanho

até 13,9 cm de comprimento padrão.

Alimentação

Frutos e sementes e larvas de insetos.

Nome Xavante:

Pedzatóware.

Dimorfismo sexual secundário

Sem traços óbvios. As fêmeas alcançam maior porte que os machos.

Usos e importância da espécie

Consumida como alimento; potencial para aquariofilia, elo importante na cadeia alimentar dos ambientes onde vive.

Descrição da espécie

Corpo relativamente espesso, recoberto por escamas ciclóides; grandes, boca subinferior, pequena, com quatro dentes assimétricos, não cuspidados no pré-maxilar e quatro no dentário; nadadeira cauda com escamas apenas na base; linha lateral completa, 37-42 escamas. Corpo de coloração castanho-amarelada no dorso e prateada na porção abaixo da linha lateral ( o que diferencia facilmente L. friderici, L cf. klausewitzi e Leporinus sp.1); manchas escuras ocasionais, alongadas, na altura da linha lateral; nadadeiras dorsal, ventral e adiposas escuras, cauda bifurcada, com borda avermelhada. Espécie pouco frequente nos cursos inferiores dos riachos e córregos do PESA, onde ocorre principalmente no período de águas altas. Corresponde a Leporinus sp.2 citada por Santos & Jegu, 1989.

Referência:

Venere, Paulo Cesar; Garutti, Valdener.Peixes do Cerrado-Parque Estadual da Serra Azul-Rio Araguaia, MT. São Carlos: RiMa Editora, FAPEMAT, 2011.p.52.

);