Iguanodectes spilurus (Günther, 1864).

CP 6,2 cm

Nome(s) popular(es):

Pabinha.

Tamanho

Até 10,2 mm de comprimento padrão.

Alimentação

principalmente algas e insetos.

Nome Xavante:

Pe’awãpá.

Dimorfismo sexual secundário

Não foi possível a confirmação da existência de ganchos nas nadadeiras anal e pélvicas de machos maduros no material examinado.

Usos e importância da espécie

Elo importante na cadeia alimentar dos ambientes onde vive, além de representar uma espécie potencialmente interessante para a aquariofilia.

Descrição da espécie

Corpo alongado, comprido lateralmente, escamas pequenas; ciclóiodes; membranas branquiais unidas entre si, mas livre de istmo, boca terminal, série unica de dentes no dentário; p´re-maxilar com série única, porém com dentes descolados para fora junto à sínfise, linha lateral completa, 62-68 escamas, nadadeira adiposa presente, anal longa 35 a 37 raios ramificados. Corpo prateado, mácula negra nos raios medianos e nos lobo superior do caudal. Espécie pouco frequente nos riachos e córregos do PESA, mas comum nas lagoas marginais.

Referência:

Venere, Paulo Cesar; Garutti, Valdener.Peixes do Cerrado-Parque Estadual da Serra Azul-Rio Araguaia, MT. São Carlos: RiMa Editora, FAPEMAT, 2011.p.63.

 

);