Construção do Museu Vivo dos Povos Tradicionais de Minas Gerais

Há quem diga que a imagem de uma vereda é também sinônimo de vida. Essa ideia norteia os saberes tradicionais do povo veredeiro, moradores de áreas próximas a veredas e chapadas, na região do semiárido mineiro. Ali, esse povo extrai frutos, plantas medicinais e cultiva de maneira tradicional pequenas roças que alimentam a comunidade e abastecem as feiras e mercados da região.

A cultura dos veredeiros é tecida pelo encontro de referências africanas e indígenas que abarcam folias e danças ancestrais. A importância desse legado é reconhecida de geração a geração e que tem um novo norte: a luta pela preservação socioambiental das veredas de Minas Gerais. Algo reconhecido por Tamires Silva, da comunidade de Capoeirão, que afirma. “ser veredeira é reconhecer e lutar pelo que nós temos”, afirma a jovem.

 

👉 Para partilhar essas histórias, para salvar as nossas veredas, nós precisamos do seu apoio. Colabore para a construção do Museu Vivo dos Povos Tradicionais de Minas Gerais!

 

➡ Para doar, acesse o link: https://benfeitoria.com/museudospovosdemg

);