Caracterização molecular, morfoagronômica e de qualidade de grãos de genótipos elite de cevada irrigada no cerrado

Autor(a) :

Renato Fernando Amabile

Resumo:

A versatilidade da cevada (Hordeum vulgare L.) em adaptar-se a diversos ambientes e a sua importância econômica proporcionou sua introdução no Cerrado, como cultura irrigada de inverno, na década de 70. Contudo, o êxito da sua inserção dentro do sistema de produção no Cerrado necessita de estudos contínuos e direcionados ao desenvolvimento de cultivares mais produtivas, com maior qualidade malteira e mais adaptadas. A caracterização e avaliação dos recursos genéticos da cevada, mediante caracterização agronômica e de qualidade e aliando o emprego de técnicas moleculares é a base do sucesso dos programas de melhoramento genético. Neste trabalho, objetivou-se gerar informações moleculares, morfoagronômicas e de qualidade de grãos, por meio da caracterização de genótipos elite de cevada irrigada e de estimativas de parâmetros genéticos, visando explorar mais eficientemente a variabilidade genética existente e permitir o desenvolvimento de variedades mais produtivas, com maior qualidade malteira e adaptadas a diferentes condições edafoclimáticas sob irrigação no Cerrado. Conduziu-se o ensaio na área experimental da Embrapa Cerrados, Planaltina, DF, situada a 15º35’ 30’’ de latitude Sul e 47º42’30’’ de longitude Oeste, numa altitude de 1.007 m, sob sistema de irrigação convencional. Foram avaliados 39 genótipos elite de cevada, hexástica e dística, provenientes da Coleção de Trabalho da Embrapa Cerrados, de origens diversas, adotando-se o delineamento experimental de blocos ao acaso, com quatro repetições. A variabilidade genética foi estimada utilizando 12 caracteres morfoagronômicos quantitativos, 10 caracteres de qualidade malteira e com base em 160 marcadores moleculares RAPD. Foram obtidos 160 marcadores RAPD, dos quais 141 (88,12%) foram polimórficos encontrando-se elevada variabilidade genética, passível de ser utilizada no melhoramento genético. Observou-se a existência de variabilidade genética entre os genótipos de cevada avaliados para caracteres qualitativos malteiros, sendo que os caracteres qualitativos que mais contribuíram para a divergência genética foram o nitrogênio solúvel e β-glucanas. A dissimilaridade genética de acessos elite de cevada com base em características morfoagronômicas foi estimada com base na distância generalizada de Mahalanobis e as análises de agrupamento foram realizadas utilizando como critério o método do UPGMA e o método das coordenadas principais. Foram observadas diferenças altamente significativas entre os genótipos para todas as características avaliadas. As características que mais contribuíram para a variabilidade foram a área foliar da folha bandeira e o espigamento, enquanto o teor de proteína e o acamamento foram as que menos contribuíram. Foi verificada uma tendência de agrupamento dos materiais dísticos e hexásticos. As correlações genotípicas encontradas foram, para todos os caracteres, em valores absolutos, superiores às suas correspondentes correlações fenotípicas e ambientais. Houve grande contribuição dos fatores genéticos na expressão dos caracteres e a acurácia seletiva foi alta para todos os caracteres. As elevadas magnitudes dos coeficientes de variação genética e das estimativas da herdabilidade ampla indicaram a existência de variabilidade genética apontando a possibilidade de obterem-se ganhos genéticos com a seleção para todos os caracteres. As distâncias genéticas estimadas com base em marcadores moleculares, características quantitativas e qualitativas foram fracamente correlacionadas, evidenciando a complementaridade dos diferentes grupos de características no estudo da diversidade genética. A utilização de índices de seleção e a análise da dispersão gráfica dos genótipos permitiram a seleção de genótipos promissores e indicação de cruzamentos para maximizar efeitos heteróticos e complementaridade gênica no programa de melhoramento genético da cevada irrigada no Cerrado. Como resultado finalístico desse trabalho, foi selecionada a BRS Savanna, para o cultivo em Goiás, Minas Gerais e do Distrito Federal.

Referência:

AMABILE, Renato Fernando. Caracterização molecular, morfoagronômica e de qualidade de grãos de genótipos elite de cevada irrigada no cerrado. 2013. x, 220 f., il. Tese (Doutorado em Agronomia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2013.

Disponível em:

);