Características físicas e rendimento mensal em óleo de cachos de duas cultivares de dendezeiro cultivadas, sob irrigação, no Cerrado do Distrito Federal

Autor(a):

Daniel Aparecida do Amaral Teles

Resumo:

O Cerrado é uma área que abriga uma forte expansão da fronteira agrícola no Brasil, sendo utilizado para diferentes atividades agrícolas. O dendezeiro, atualmente, é uma das principais fontes de matéria-prima para produção de biocombustível e alimentação no Planeta. No Brasil, essa oleaginosa é cultivada na Região Norte e Mata Atlântica do Nordeste, onde ocorrem altas precipitações e temperaturas elevadas. O alto custo desses cultivos nessas regiões, aliados às questões ambientais, fundiárias e ocorrência de pragas e doenças, tem levado produtores rurais e empresários a cogitarem possíveis cultivos de dendê em outras áreas ou regiões do País. O presente trabalho teve como objetivo determinar as características físicas e o rendimento mensal em óleo de cachos de duas cultivares de dendezeiro de um experimento que vem sendo conduzido desde 2006, na Embrapa Cerrados, no Distrito Federal. As cultivares avaliadas foram a BRS C1001 e BRS C2501. As avaliações consistiram em colheitas mensais até que se completasse o período de um ano de avaliação. Foram avaliados o peso do cacho e sua composição física, além dos índices de rendimento em óleo do mesocarpo no cacho; óleo de palmiste no cacho e rendimento total de óleo no cacho pelo método de extração química. Durante as avaliações, os dados climáticos foram coletados na estação meteorológica da Embrapa Cerrados. Utilizou-se o delineamento experimental de blocos ao acaso, em arranjo de parcela subdividida no tempo, com quatro blocos. As parcelas foram constituídas pelas duas cultivares e 12 subparcelas que correspondem a cada mês avaliado. As variáveis obtidas foram submetidas à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Scott knott (P<0,05). Foi também calculado o coeficiente de correlação fenotípica com base no coeficiente de correlação de Pearson, para determinar o grau de associação entre as características agronômicas dos genótipos. A cultivar C1001 foi a que apresentou maior taxa de extração de óleo de mesocarpo e rendimento total de óleo no cacho. Os rendimentos totais em óleo no cacho de ambos as cultivares, em base úmida, variaram de 25,55 a 33,86% para BRS C2501, e de 29,97 a 36,83% para a BRS C1001.

Referência:

TELES, Daniel Aparecida do Amaral. Características físicas e rendimento mensal em óleo de cachos de duas cultivares de dendezeiro cultivadas, sob irrigação, no Cerrado do Distrito Federal. 2014. xv, 76 f., il. Dissertação (Mestrado em Agronomia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2014.

Disponível em:

);