Callithrix penicillata, (É. Geoffroy, 1812)

Nome(s) popular(es):

Sagui-de-tufos-pretos, mico-estrela, sagui.

Características físicas:

Os saguis-de-tufos-pretos são macacos pequenos que apresentam aproximadamente 20 cm de altura e peso que varia entre 200 a 350 gramas. São caracterizados pelos tufos auriculares longos e pretos, mancha branca na testa e cabeça de coloração negra ou castanho-escuro. A pelagem tem coloração geral acinzentada e cauda com faixas transversais pretas e cinzas.

 

Dada a proximidade evolutiva entre as espécies de C. jacchus e C. penicillata, os saguis-de-tufos-pretos apresentam adaptações morfológicas semelhantes para a gomivoria, entre elas um padrão de dentição que facilitam a extração do exsudato das plantas.

Ecologia:

O Callithrix penicillata é nativo do Cerrado e apresenta adaptações que os permitem colonizar ambientes com vegetações mais abertas e sazonais. A colonização desses ambientes influencia na dieta generalista desses animais, que consiste de frutas, insetos, néctar, folhas, exsudato de plantas e até mesmo pequenos vertebrados.

 

Os saguis-de-tufos-pretos vivem em grupos de 2 a 13 indivíduos. Esses grupos geralmente são compostos por uma fêmea dominante que realiza a escolha do macho para o acasalamento. Os nascimentos ocorrem duas vezes ao ano e coincidem com o período chuvoso, sendo que geralmente nascem dois filhotes a cada gestação e o macho é o principal responsável pelo cuidado parental.

 

Um importante comportamento da espécie é a marcação de cheiro, que auxilia na defesa do território e atua na estabilidade das relações entre os membros do grupo. As variações no padrão comportamental da espécie dependem de fatores ambientais, como distribuição, sazonalidade e disponibilidade de recursos alimentares.

Distribuição geográfica:

O C. penicillata é uma espécie comum do Cerrado e de ampla distribuição, estando presente nos estados da Bahia, Goiás, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Minas Gerais, Piauí, São Paulo e no Distrito Federal, como residente e nativo. As populações de saguis-de-tufos-pretos expandiram significativamente suas áreas de distribuição para além das regiões de ocorrência natural, devido à tolerância aos ambientes degradados e as áreas urbanas. Além disso, o tráfico ilegal desses animais entre o nordeste e sudeste do Brasil levou à presença da espécie nos estados do Espírito Santo, Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina e Rio Grande do Sul como residente e introduzido.

Status de conservação e Ameaças:

Menos preocupante (LC): a espécie não se encontra inserida em nenhuma categoria de ameaça de extinção de acordo com a lista vermelha da IUCN (União Internacional para Conservação da Natureza). As principais ameaças se referem a incêndios, atividades agropecuárias, hibridização, apanha, entre outros.

Referências:

Bicca-Marques, J., Jerusalinsky, L., Mittermeier, R.A., Pereira, D., Ruiz-Miranda, C., Rímoli, J., Valença Montenegro, M. & do Valle, R.R. (2018). Callithrix penicillata. The IUCN Red List of Threatened Species. Acesso em 27 de janeiro de 2021. Disponível em https://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2018-2.RLTS.T41519A17935797.en

 

Hannibal, W., Renon, P., Figueiredo, V. V., Oliveira, R. F., Moreno, A. E. & Martinez, R. A. (2019). Trends and biases in scientific literature about marmosets, genus Callithrix (Primates, Callithichidae: biodiversity and conservation perspectives. Neotropical Biology and Conservation, 14(4), 529 – 538. https://doi.org/10.3897/neotropical.14.e49077

 

Malukiewicz, J., Boere, V., Oliveira, M. A. B., D’Arc, M., Ferreira, J. V. A., French, J., Houman, G., Souza, C. A. I., Jerusalinsky, L., Melo, F. R., Valença-Montenegro, M. M., Moreira, S. B., Silva, I. O., Pacheco, F. S., Rogers, J., Pissinatti, A., del Rosario, R., Ross, C., R. Ruiz-Miranda, C. R., … Tardif, S. (2020). An Introduction to the Callithrix Genus and Overview of Recent Advances in Marmoset Research. Preprints. https://doi.org/10.20944/preprints202011.0256.v1

 

Rímoli, J., Pereira, D. G., & Valle, R. R. (2015). Avaliação do Risco de Extinção de Callithrix penicillata (É. Geoffroy, 1812) no Brasil. Processo de avaliação do risco de extinção da fauna brasileira. ICMBio. Acesso em 27 de janeiro de 2021. Disponível em http://www.icmbio.gov.br/portal/biodiversidade/fauna-brasileira/estado-de-conservacao/7207-mamiferos-callithrix-penicillata-sagui-de-tufos-pretos.html

 

Silva, F. F. R., Malukiewicz, J., Silva, L. C., Carvalho, R. S., Ruiz-Miranda, C. R., Coelho, F. A. S., Figueira, M. P., Boere, V. & Silva, I. O. (2018). A survey of wild and introduced marmosets (Callithrix: Callitrichidae) in the southern and eastern portions of the state of Minas Gerais, Brazil. Primate Conservation, 32, 1 – 18.

 

Vilela, S. L. & Faria, D. S. de (2004) Seasonality of the activity pattern of Callithrix penicillata (Primates, Callitrichidae) in the Cerrado (scrub Savanna vegetation). Braz. J. Biol., 64(2), 363-370.

);