Bakairi

A onça e o tamanduá: 

A onça desafiou o tamanduá para cagarem juntos. O tamanduá disse: Vamos fechar os olhos! Fecharam os olhos e cagaram. O tamanduá trocou os excrementos. Quando a onça abriu os olhos e viu o que estava embaixo dela, ficou com medo. 

 

Fonte: 

BALDUS, H. BREVE NOTICIA SOBRE OS lVIBYÁ-GUARANI DE GUARITA. Revista do Museu Paulista, Volume VI, 1952. p. 485.

Bakairi

Foto: Acervo Museu Nacional, 1929

Origem do nome

Os Bakairi se autodenominam Kurâ, que quer dizer gente, ser humano. Eles se consideram os verdadeiros Kurâ, a humanidade por excelência, devendo os demais ser especificados. Kurâ expressa, no sentido restrito, “nós , os Bakairi”, “o que é nosso”. O termo Bakairi é para eles de origem desconhecida e encontra-se registrado nas crônicas da história regional desde o século XVIII.

Localização do povo

Vivem no estado de Mato Grosso, nas Terras Indígenas Bakairi e Santana. Em ambas predomina o cerrado.

Santana situa-se no município de Nobres e tem o seu nome emprestado de um afluente do Rio Novo que, desenhando parte dos seus limites, desce em busca do Arinos, tributário do Juruena, afluente do Tapajós.

A Terra Indígena Bakairi, na sua quase totalidade, localiza-se no município de Paranatinga, à margem direita do rio Paranatinga ou Telles Pires, afluente do Tapajós. Uma parte dela situa-se no município de Planalto da Serra, à margem esquerda daquele rio. Nas suas vizinhanças encontram-se o morro do Urubu, do Daniel e parte da Serra Azul.

Os centros urbanos que mais influências exercem na vida dos Bakairi são Nobres, Paranatinga e Cuiabá, a capital do estado.

Referências bibliográficas

Edir Pina de Barros. Povos Indígenas no Brasil. Disponível em: <https://pib.socioambiental.org/pt/Povo:Bakairi >. Acesso em: 07 de ago. de 2020.

 

RODRIGUES, Aryon Dall’Igna. Línguas indígenas brasileiras. Brasília, DF: Laboratório de Línguas Indígenas da UnB, 2013. 29p. Disponível em: <http://www.letras.ufmg.br/lali/PDF/L%C3%ADnguas_indigenas_brasiliras_RODRIGUES,Aryon_Dall%C2%B4Igna.pdf>. Acesso em: 16 de ago. de 2020. 

);