Avaliação do uso da abordagem orientada-objeto com imagens de alta resolução RapidEye na classificação das fitofisionomias do cerrado

Autor(a):

Juan Carlos Orozco Filho

Resumo:

O bioma Cerrado ocupa uma extensa área do território brasileiro e a sua degradação vem sendo intensificada com a expansão das fronteiras agrícolas na região. O sensoriamento remoto tem servido como uma importante ferramenta para monitorar os danos ambientais e entender a complexidade desse bioma. O objetivo desse trabalho é estabelecer mapear as fitofisionomias do bioma Cerrado na Estação Ecológica Serra Geral do Tocantins, utilizando uma abordagem orientada-objeto em uma imagem de alta resolução espacial do sensor RapidEye. No processamento digital de imagens foi utilizado o programa Interimage, desenvolvido especificamente para a classificação orientada a objetos. A imagem foi segmentada pelo método multi-resolução (TAA Baatz Segmentator) e classificada por duas técnicas de árvore de decisão: algoritmo J48 e pela definição do usuário. As fitofisionomias selecionadas na classificação foram: Campo com Solo Exposto, Campo Limpo/Sujo, Cerrado Stricto Sensu (compreende Cerrado Ralo, Cerrado Típico e Cerrado Denso), Floresta (compreende Cerradão e Mata de Galeria/Ciliar), Campo Limpo Úmido/Veredas e Áreas Queimadas. A classificação usando algoritmo J48 teve uma acurácia total de 81% e índice Kappa de 0,704, enquanto a árvore de decisão definida manualmente de 86% e índice Kappa de 0,783. Desta forma, a utlização da abordagem orientada-objeto com a técnica de árvores de decisão apresenta uma ferramenta importante na diferenciação das fitofisionomias do Cerrado.

Referência:

OROZCO FILHO, Juan Carlos. Avaliação do uso da abordagem orientada-objeto com imagens de alta resolução RapidEye na classificação das fitofisionomias do cerrado. 2017. vii, 44 f., il. Dissertação (Mestrado em Geografia)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.

Disponível em:

);