Museu Casa Guimarães Rosa

João Guimarães Rosa

Nasceu em Cordisburgo/MG em 27 de junho 1908. Em 1917, mudou-se para Belo Horizonte. Em 1925 ingressou na Faculdade de Medicina, formando-se em 1930. Exerceu a medicina em Itaguara/MG (de 1931-32) e Barbacena/MG (1933). Tornou-se diplomata em 1934, atuando como Cônsul Adjunto em Hamburgo/ Alemanha (1938-42); secretário da embaixada em Bogotá/Colômbia (1942-44) e conselheiro da embaixada de Paris/França (1948-51). Em 1936, foi premiado pela Academia Brasileira de Letras por sua coletânea de poemas, publicado, posteriormente, no livro Magma, em 1997. Em 1937, recebeu o prêmio Humberto de Campos pelo conjunto de contos que foram reunidos no Livro Sagarana publicado em 1946. Esta obra recebeu o prêmio Felipe d’Oliveira, em 1946. Em 1952, viajou pelo Sertão de Minas Gerais, experiência que marcou parte de sua obra. Em 1956, escreveu seu único romance, Grande Sertão:Veredas, que recebeu os prêmios Machado de Assis, do Instituto Nacional do Livro e o prêmio Carmem Dolores Barbosa; em 1957 recebe o prêmio Paula Brito. Em 1961 recebeu novamente o prêmio Machado de Assis pelo conjunto de sua obra. Em 1963 o livro Primeiras Estórias recebe o prêmio PEN Clube do Brasil. Faleceu no Rio de Janeiro no dia 19 de novembro de 1967, três dias após tomar posse na Academia Brasileira de Letras. A obra de Guimarães Rosa já foi traduzida para diversos idiomas – francês, inglês, italiano, alemão, espanhol e ganhou importantes adaptações no cinema, teatro, televisão, dança e música.

);