Centro Integrado do Cerrado

O Centro Integrado do Cerrado (CIC) é um órgão suplementar ligado à Direção da Regional Catalão, que é Coordenado pelo atual Departamento de História e Ciências Sociais que apresenta suas demandas e de outros órgãos a ele pertencentes: MACER (Museu Antropológico do Cerrado) e CERMH (Centro de Referência de Memória e História Regional).

O CIC – Centro Integrado do Cerrado congrega o Centro de Referência de Memória e História Regional (CERMH), e o Museu Antropológico do Cerrado (MACER). Tem como objetivo tratar a questão da memória e das práticas culturais através de diferentes perspectivas, sejam elas históricas, sociais, políticas e ambientais regionais.

O CERMH abrigará documentos que expõe as práticas culturais e de sociabilidades da região do sudoeste goiano. Seu objetivo é possibilitar o conhecimento aprofundado, registro e divulgação dos espaços culturais dessa região e, também, suas transmutações, apropriações, significados individuais e coletivos.

O Museu Antropológico do Cerrado (MACER) é uma instituição de caráter permanente, administrado para interesse geral, com a finalidade de recolher, conservar, pesquisar, divulgar e valorizar de diversas maneiras conjuntos de múltiplos elementos de valor e significados cultural, imaginário, simbólico e ambiental. Dentre estes, podemos citar coleções de objetos artísticos, históricos, científicos e técnicos e registros etnográficos, registros audiovisuais e demais produtos culturais significativos para indivíduos, comunidades e coletivos locais e regionais.

Portanto, a proposta do CIC, como espaço cultural, determina, com suas múltiplas tarefas, investimentos e estratégias sociais e políticas, o estabelecimento de uma instituição sem fins lucrativos, aberta ao público, e que se destina à coleta, inventário, documentação, preservação, segurança, exposição e comunicação de seu acervo.

A criação do CIC é uma iniciativa da Universidade Federal de Goiás – UFG/RC visando abrigar o acervo histórico e etnográfico recolhido na região do Rio São Marcos, onde foi instalada a usina hidrelétrica SEFAC – Serra do Facão Energia S.A., localizada no estado de Goiás, região centro-oeste do Brasil, entre os municípios de Catalão e Davinópolis.

O acervo da primeira coleção etnográfica do Museu decorre das memórias das comunidades que tiveram que ser deslocadas para outras regiões. Trata-se, pois, de uma forma de preservação das práticas culturais, de memória e de agenciamentos coletivos dos grupos populacionais afastados de sua ambiência tradicional e afetados por barragens.

Assim, a construção do Centro de Memória e do Museu Antropológico na UFG-RC cumpre o papel de zelar por um legado do patrimônio cultural brasileiro que, perdido diante de uma obra de caráter desenvolvimentista, deve ser preservado através da memória coletiva da comunidade afetada.

 

Coordenação:

Coordenadora do CIC: Profa. Dra. Regma Maria dos Santos

Vice Coordenador do CIC: Prof. Dr. José Luís Solazzi
Coordenador do CERMH: Prof. Dr. Sulivan Charles Barros
Coordenador do MACER: Prof. Dr. Ismar da Silva Costa

 

Endereço:

Rua Frederico Campos, 1026, Bairro JK, Catalão/GO, CEP 75709-355

Telefone: +55 64 3442 7540

 

Telefones para contato:(64) 3441-5309 // (64) 3442-7540

O espaço está aberto para visitação, de segunda a sexta-feira, das 14 às 16h

 

Site: cic.catalao.ufg.br

Se Liga na UFG! - Centro Integrado do Cerrado

);