Foto: Zé Jabur

O violeiro pesquisador João Arruda nasceu em 1986 na cidade de Campinas/SP, onde reside. Multi-instrumentista, cantor, pesquisador e produtor fonográfico, João Arruda mescla em seu trabalho composições de sua autoria, cantigas de brincadeiras do folclore brasileiro e músicas de compositores como João Bá (BA), Levi Ramiro (SP), Josino Medina (MG), João do Vale (MA) e Elomar Figueira de Melo (BA).

 

CORRÊA, Jussânia Borges. Ecomusicologia no Cerrado: violeiras e violeiros convivendo com a natureza. 2017. 268 f., il. Dissertação (Mestrado em Música)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.  Disponível em: <https://repositorio.unb.br/handle/10482/31444>

A música tradicional e a natureza são seus dois pilares fortes pra fazer música, e considerados por João como uma coisa só. Esse violeiro acredita que os povos têm suas tradições musicais conectadas à natureza:

 

A Tradição dos povos de vários lugares e a natureza, na verdade se você for ver, é uma coisa só. Os povos têm suas tradições musicais tudo ligado à natureza, ligado a terra, principalmente os indígenas. Quem mora na roça mesmo, é tudo interligado, a andorinha que vai e que voa avisando que vai chover, o pássaro que canta, diz que alguém que vai morrer. Tem algumas coisas que são da criatividade das pessoas da roça, mas aquilo tem uma veracidade com o passar do tempo, com aquela coisa da cultura se manifestando. Então, pra mim, são os dois pilares fortes que podem ser considerados um só, a natureza e o povo que trabalha na terra e dependem da terra pra viver, que cuida da terra, pra mim é uma ligação muito forte, a música tradicional com a natureza (Arruda 2017).

 

Pode-se verificar esse envolvimento do violeiro com a natureza, em suas performances e gravações musicais, como por exemplo, em sua composição O menino e a Terra, gravada em seu primeiro CD “Celebrasonhos” (2007) (…).

 

O Cerrado também é fonte de inspiração para o violeiro João Arruda, “eu gosto muito de entrar nas comunidades, de tá junto com as pessoas, os mestres, eu tive uma vivência muito legal com Sr. Juquinha lá da Lapinha da Serra, na Serra do Cipó, Cerrado” (Arruda 2017).

 

CORRÊA, Jussânia Borges. Ecomusicologia no Cerrado: violeiras e violeiros convivendo com a natureza. 2017. 268 f., il. Dissertação (Mestrado em Música)—Universidade de Brasília, Brasília, 2017.  Disponível em: <https://repositorio.unb.br/handle/10482/31444>

Tel: (19) 3289-4223 / (19) 8141-7435

E-mail: joaoarrudatambem@gmail.com

Site: joaoarrudavioleiro.wordpress.com

Facebook: joao.arruda.739

Youtube: abre.ai/joao-arruda