Rosylene Pinto

Rosylene Pinto, Cuiabana, Engenheira Sanitarista de formação, graduanda do Curso de Licenciatura em Artes Visuais pela UNEMAT. Nascida em 24/04/1969, desde criança sempre gostou de tudo que era relacionado à arte, seu primeiro contato com a arte foi através do seu pai que era um excelente desenhista autodidata, e também com sua avó materna que era ceramista prática que fazia seus próprios utensílios domésticos. Começa sua trajetória artística em 1999, nas artes da pintura em tela. Hoje além da Pintura, tem como sua principal atividade artística as esculturas em cerâmica figurativa, realiza também trabalhos em xilogravuras, desenhos e fotografia.

Participou de diversas exposições, entre elas: 


– Mostra de Arte Contemporânea dos Artistas de Mato Grosso com a curadoria de Divino Sobral (2013) em Cuiabá-MT; Salão de Artes de Mato Grosso com a Obra “Conectados” escultura em Cerâmica figurativa (2014) em Cuiabá-MT;


– Mostra Inaugural coletiva da Galeria Mirante das Artes (2014) com a curadoria de Aline Figueiredo em Várzea Grande – MT;


– Salão Naif da ACUBÁ, com curadoria Heleninha Botelho (2014), na Galeria N’Artes em Cuiabá MT; Exposição Coletiva “Pintando sobre a Copa e as Belezas de Mato Grosso” (2014) MACP/UFMT em Cuiabá-MT;


– Exposição Coletiva de Arte Fecundo Cerrado (2014) com a curadoria de Ruth Albernaz, Benedito Nunes e Rosylene Pinto em Cuiabá – MT;


– Exposição Coletiva Cidade em Arte, com os Artistas Clovis Irigaray, Victor Hugo e Rafael Jonnier, (2016) na inauguração da Galeria de Arte Luiz Beccari em Cuiabá-MT;


– Exposição individual “Toda Forma de Amor Valerá” (2017) Curadoria Imara Quadros e Ruth Albernaaz – Galeria do SESC Arsenal em Cuiabá-MT e Galeria do SESC em Rondonópolis – MT;


– Participou da 1ª Bienal de Cerâmica de São Paulo, curadoria Fernando Zelman (2018);


– Exposição coletiva Entre Formas e Cores Curadoria Vicente de Paula na Galeria Lava Pés em Cuiabá e em Primavera do Leste-MT (2019);


– Exposição Coletiva Opus Magna curadoria Gervane de Paula, na Arto Galeria em Cuiabá-MT (2019);


– Exposição Coletiva Amamentação curadoria Ronei Ferraz, no Palácio da Instrução em Cuiabá-MT (2019);


– Exposição Coletiva de Artes “Rogai por Nós” Curadoria Meg Marinho na Casa Cuiabana em Cuiabá-MT (2019);


– Exposição Presépios do Cerrado na Sesc Arsenal em Cuiabá (2019) curadoria Ronei Ferraz;


– Exposição Virtual “Corpus Pretus” no site Casa da Pretas (2020);


– Exposição Virtual “Cerâmica em tempos de Corona Vírus” (2020) Curadoria Cibele Nakamura;


– Galeria Virtual no Museu do Cerrado UNB – Universidade de Brasília (2020);


– Exposição virtual acervo permanente do MACP/UFMT, salas temáticas Incorporações recentes II – MACP – Museu de Arte e Cultura Popular UFMT – Universidade Federal de Mato Grosso (2020).

Como uma artista de Mato Grosso, busco em alguns dos meus trabalhos artísticos a inspiração que vem do Cerrado, trazendo para os meus trabalhos a grande força do segundo maior bioma da América do Sul, tentando com isso provocar uma reflexão de como estamos nos relacionando com o meio ambiente, e também mostrando a importância da preservação do Cerrado, que além dos aspectos ambientais, possui inúmeras espécies de plantas e animais que correm risco de extinção. Existe também a questão de sua grande importância social, pois muitas populações sobrevivem de seus recursos naturais. 

Contato: (65) 99618-2290

 

Instagram: @ateliecasafuzuedasartes | @rosylenepinto

 

Facebook: Ateliê Casa Fuzuê das Artes | Rosylene Pinto

Conheça algumas das esculturas de Rosylene: