Odontophorus capueira (Gmelin,1789)

Nome(s) popular(es)

Uru, Uru Capoeira, Capoeira, Uru do Nordeste, Piruinha, Perdiz Uru.

História Natural

Ave rasteira localmente comum em florestas subtropicais do leste do Brasil, típica da Mata Atlântica, habitando o solo de matas densas ou de crescimento secundário. No Cerrado, pode ocorrer em matas de galeria, matas ciliares e matas secas próximas da Mata Atlântica ou em áreas de transição entre os dois biomas. Se alimenta principalmente de sementes, coquinhos e frutos caídos no chão, como os do Açaí (Euterpe edulis), Caruru-de-Cacho (Phytolacca decandra) e os pinhões da Araucária (Araucaria angustifolia), mas provavelmente também pode ingerir insetos. Podem ser predados pelo Gavião Relógio e o Gavião de Penacho. São aves sociais e territoriais, que vivem em bandos familiares de até 15 indivíduos e que defendem territórios. Cantam principalmente em duetos pela manhã, e costumam dormir no mesmo poleiro. Fazem ninhos no solo ou em pequenas cavidades, forrados com folhas secas e gravetos, onde põem cerca de cinco ovos. Podem aproveitar buracos escavados por Tatus para fazer seu ninho.

Descrição

Mede entre 24 e 29 cm. Possui pele nua laranja vivo ao redor do olho, com sobrancelha laranja claro que se estende até a nuca e topete marrom, que pode estar abaixado. Garganta, pescoço, peito e barriga cinzas, com o dorso marrom marcado com estrias claras e manchas escuras. O bico é curto, robusto e escuro, e as patas são cinzentas.

Distribuição

É encontrado principalmente na porção leste do Brasil, ocorrendo do CE ao norte do RS, presente também em MG, no extremo sul do GO e leste e sul do MS, além do sudeste do Paraguai e extremo nordeste da Argentina.

Conservação

Pouco preocupante: não é considerado ameaçado (ICMBio e IUCN), mas suas populações mostram sinais de declínio (IUCN). Apesar disso, uma subespécie exclusiva do Nordeste brasileiro, Odontophorus capueira plumbeicollis, está classificada como criticamente ameaçada (ICMBio), com sua população atual estimada em no máximo 250 indivíduos e estando presente apenas na PA e CE, sendo a caça e perda de habitat extensivas suas principais ameaças.

Referências

BirdLife International 2016. Odontophorus capueira. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T22679635A92822247. http://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2016-3.RLTS.T22679635A92822247.en. Downloaded on 09 November 2019.

 

Carroll, J.P. & Kirwan, G.M. (2019). Spot-winged Wood-quail (Odontophorus capueira). In: del Hoyo, J., Elliott, A., Sargatal, J., Christie, D.A. & de Juana, E. (eds.). Handbook of the Birds of the World Alive. Lynx Edicions, Barcelona. (retrieved from https://www.hbw.com/node/53351 on 9 November 2019).

 

Frisch, J. D. & Frisch, C. D. AVES BRASILEIRAS e as Plantas que as Atraem. 3ª Edição, 2005, 480 pg. Ilustrado e Colorido. Editora Dalgas Ecotec – Ecologia Técnica Ltda. São Paulo – SP, Brasil.

 

Galetti, M., et al. Defaunation of large mammals leads to an increase in seed predation in the Atlantic forests. Global Ecology and Conservation 3: 824-830, 2015.

 

Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. 2018. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. Brasília: ICMBio. 4162 p.

 

Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. 2018. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção: Volume III – Aves. In: Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. (Org.). Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. Brasília: ICMBio. 709p.

 

Joenck, C. M., et al. First record of breeding of the Ornate Hawk-Eagle (Spizaetus ornatus) in southern Brazil. Hornero 26(2): 163-166, 2011.

 

Sick, H. (1997). Ornitologıa brasileira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

 

Silva, J. M. C. da (1995). Birds of the cerrado region, South America. Steenstrupia, 21(1), 69-92.

 

Spot-winged Wood-Quail (Odontophorus capueira), In Neotropical Birds Online (T. S. Schulenberg, Editor). Cornell Lab of Ornithology, Ithaca, NY, USA. retrieved from Neotropical Birds Online: https://neotropical.birds.cornell.edu/Species-Account/nb/species/swwqua1

 

Vallejos, M. A. V., et al. Nidificação de gavião-relógio Micrastur semitorquatus (Vieillot, 1817) em uma fruta no Sul do Brasil. Revista Brasileira de Ornitologia 16(3): 268-270, 2008.


Wikiaves. Uru. 2018. Disponível em: <https://www.wikiaves.com.br/wiki/uru> Acesso em: 09 nov. 2019.

);