Chauna torquata (Oken, 1816)

Nome(s) popular(es)

Tachã, Inhuma Poca, Chajá, Anhuma do Pantanal, Tarrã (RS), Tachã do Sul.

História Natural

São aves típicas de ecossistemas alagados, como brejos e lagos, sendo nativa do Pantanal, dos Pampas e dos Chacos Bolivianos. No Cerrado, pode ser vista em veredas, campos úmidos, e ocasionalmente matas de galeria próximos a esses biomas. É onívora, porém se alimenta principalmente de matéria vegetal, como sementes, folhas, raízes e brotos de plantas aquáticas, além de moluscos e insetos. Pode ser predada pela Sucuri. Sua vocalização é um chamado alto que pode ser ouvido à distância, usado para avisar sua presença ou a de intrusos. É monogâmica e territorialista durante a estação reprodutiva, fazendo grandes ninhos com folhas emaranhadas sobre a vegetação acima da água.

Descrição

Mede cerca de 85 cm. É uma ave corpulenta, com patas grandes e cabeça desproporcionalmente pequena, bico pequeno, de coloração cinza e região ao redor do olho nua (sem penas) e vermelha. Possui esporões nas asas.

Distribuição

Sua distribuição se estende do norte da Bolívia e extremo leste do Peru ao centro da Argentina, abrangendo o Paraguai, Uruguai, e os estados de RO, MT, MS, SP, e os estados do Sul do Brasil, principalmente o RS.

Conservação

Pouco preocupante: é considerada não ameaçada (ICMBio e IUCN), com populações estáveis.

Referências

BirdLife International 2016. Chauna torquata. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T22679729A92826769. http://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2016-3.RLTS.T22679729A92826769.en. Downloaded on 28 September 2019.

 

Brady, S. (2010). Southern Screamer (Chauna torquata), version 1.0. In Neotropical Birds Online (T. S. Schulenberg, Editor). Cornell Lab of Ornithology, Ithaca, NY, USA. https://doi.org/10.2173/nb.souscr1.01

 

Carboneras, C., Boesman, P. & Kirwan, G.M. (2019). Southern Screamer (Chauna torquata). In: del Hoyo, J., Elliott, A., Sargatal, J., Christie, D.A. & de Juana, E. (eds.). Handbook of the Birds of the World Alive. Lynx Edicions, Barcelona. (retrieved from https://www.hbw.com/node/52791 on 28 September 2019).

 

Gwynne, J. A., Ridgely, R. S., Argel, M., & Tudor, G. (2010). Guia Aves do Brasil: Pantanal e Cerrado. São Paulo: Horizonte.

 

Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. 2018. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. Brasília: ICMBio. 4162 p.

 

Miranda, E.B.P., et al. Penny and penny laid up will be many: large Yellow anacondas do not disregard small prey. Journal of Zoology, 301(4): 301-309, 2016.

 

Silva, J. M. C. da (1995). Birds of the cerrado region, South America. Steenstrupia, 21(1), 69-92.


Wikiaves. Tachã. 2018. Disponível em: <https://www.wikiaves.com.br/wiki/tacha> Acesso em: 28 set. 2019.

);