Eleusa Bonifácio

“Sou Goiana, natural de Palmeiras de Goiás.
Minha relação com o cerrado é desde minha infância, minhas férias sempre na fazenda de meu avô, onde ele tinha, ali, preservado um cerrado, cheio de encantos e árvores tortas, flores silvestres e frutos, e sem falar das aves mágicas com seus cantos e cores.
Viemos para Goiânia, onde fiz o curso de Bacharel em Artes Visuais na UFG.
O Cerrado está em mim, assim como eu ao Cerrado… Cores e cantos fazem de mim uma ferramenta artística, dessa grande obra Divina. ” Diz Eleusa sobre sua história

Participou de vários workshop de aquarelas, congressos de ilustração Científica e em concursos, promovidos pelo Sesi, “Arte e Criatividade” em Goiânia.

Exposições Coletivas:

A minha primeira exposição foi uma Coletiva Itinerante  “Pombo Correio Arte pela Paz” no ano de 2004 com a obra: “Melodia alada”. Esta exposição saiu de Goiânia, foi para Brasília, depois para Kassel/Alemanha e posteriormente para Cidade do Porto/ Portugal. 

* Exposição promovida pela Secretaria do Meio Ambiente/ Goiânia

* Exposição no festival do FICA / Cidade de Goiás/ Go 

*Exposição no Entrecores Espaço das Artes / São Paulo/ SP

*Exposição Virtual, no Espaço Virtual da Nossa Galeria de Arte/ São João de Meriti/ RJ

* Exposição Poéticas do Cerrado, promovida pela Secretaria de Cultura de Goiânia.

Exposições Individuais:

– No Palácio Alfredo Nasser./ Goiânia
Tema: “Melodia Visual”

– No Centro Loyola de Fé e Cultura/ Goiânia/GO
Tema: “Cores do Cerrado”

“Ainda na faculdade tive contato com o pesquisador professor José Ângelo Rizzo, da UFG. 
Através de uma exposição que eu e a museóloga do Museu Antropológico da UFG, Roseli De Fátima Netto, montamos em homenagem ao professor José Ângelo Rizzo. Eu com a parte expo gráfica e ela com a parte histórica de todo o percurso desse grande professor em sua pesquisa “Os Caminhos de Saint Hilaire”  
Comecei a investigar sobre a ilustração cientifica em um todo, desde a observação indo para as técnicas usadas.
Participando de workshops e congressos de ilustração cientifica, foi aumentando esse interesse para a ilustração.
Como sempre fui uma observadora, não foi difícil para mim esse olhar, pois já os registrava em minhas lentes fotográficas, principalmente em Macro.
O cerrado e sua beleza exótica, que me fascinam desde sempre, sejam elas a Fauna e Flora
As Cores do Cerrado são sublimes… Por tanto é o meu projeto de pesquisa assim como a Poética do Cerrado onde ressalto os passarinhos.”

Eleusa Bonifácio

Facebook : https://www.facebook.com/Eleusa-Bonif%C3%A1cio-273540222836395

Emails: eleusabonifacio@hotmail.com e/ ou eleusaonifacio@gmail.com

Conheça mais de seu trabalho em seu facebook