Gramíneas

As Gramineae compreendem cerca de 10.000 espécies de plantas herbáceas e lenhosas, dentro de mais de 600 géneros. É a mais importante das famílias de plantas para o homem, fornecendo cereais de forragem, grão, farinhas, o açúcar, materiais de construção, os óleos, e muitos outros produtos úteis. As Poaceae representam a quinta maior família de plantas. Somente a Orchidaceae , Asteraceae, Fabaceae e Rubiaceae têm mais espécies. Poaceae é a família mais importante das culturas alimentares, incluindo os cereais, trigo (Triticum), milho (Zea) e arroz (Oryza). A Importância económica das gramíneas decorre de várias áreas, incluindo a produção de alimentos, indústria e relvados. Poaceae é a família mais importante das culturas alimentares, incluindo os cereais, trigo (Triticum), milho (Zea) e arroz (Oryza). As Gramíneas são a base do cerrado, além de algumas árvores. São a base de cadeia alimentar da fauna que, sem elas não sobreviveriam. E são também a base da alimentação humana no Planeta, pois a carne dos animais dos quais nos alimentamos também sobrevivem do capim. Todos os cereais são gramíneas, além da cana de açúcar e os bambus. Sem as gramíneas a vida na terra seria diferente! Não dá pra pensar em humanidade sem pensar em capim! Livro “Guia de Gramíneas do Cerrado Este livro é o Resultado do esforço e trabalho de Regina Célia de Oliveira, Priscila Alves Reis, Antônio Gabriel Torres Cardoso, André Rodolfo de Oliveira Ribeiro, Ana Catarina Vasconcelos Berto, Ana Izabel do Carmo Ponciano, Clapton Olimpio de Moura e José Francisco Montenegro Valls. “O objetivo primordial desse guia é dialogar com os curiosos e não apenas com estudiosos, na tentativa de despertar o olhar para o fantástico mundo da agrostologia – que é o ramo da botânica que cuida do estudo das gramíneas (=Poaceae). Não apenas pela beleza recôndita dos capins, mas, também, pelos atributos desse grupo de plantas que podem vir a constituírem-se numa alternativa viável de práticas sustentáveis e ecologicamente mais harmoniosas no bioma Cerrado”.

Editora: Rede de Sementes do Cerrado, 2016 http://www.rsc.org.br/produto/guia-de-gramineas-do-cerrado/

);