Choeroniscus minor, - Lesser long-tailed bat

Nomenclatura Zoológica  

Reino: Animalia 

Filo: Chordata 

Classe: Mammalia  

Ordem: Chiroptera 

Família: Phylostomidae 

Subfamília: Glossophaginae 

Gênero: Choeroniscus  

Espécie: C.minor 


História Natural 

O Lesser long-tailed bat em tradução livre para o português (pequeno morcego de cauda longa)  é uma espécie que costuma habitar cavernas e troncos ocos de árvores caídas, no meio urbano  costuma escolher bueiros como forma de abrigo. Geograficamente tem o Suriname como  localidade tipo, mas foi encontrado também na Venezuela, Trinidad, Peru, Guianas, Equador,  Colômbia, Bolívia e aqui mesmo no Brasil. 


Hábito Alimentar 

Essa espécie tem como alimento de preferência o néctar, auxiliando a polinização de flores.  Além do pólen podem consumir também insetos e frutos suculentos. 


Descrição 

Essa espécie possui focinho longo e estreito, a cor dos pelos é marrom escuro, apesar do nome  em inglês, curiosamente a cauda desse morcego não é longa sendo a cauda dos machos medindo  entre 6 a 9 mm e nas fêmeas entre 4 a 11 mm. Essa espécie possui algo chamado de dimorfismo  sexual, que é a diferenciação entre indivíduos da mesma espécie de gêneros diferentes sendo os  machos geralmente menores que as fêmeas.


Reprodução 

Quanto a reprodução não foi possível encontrar dados precisos, mas acredita-se que o  nascimento dos filhotes ocorra durante a estação seca.

Distribuição 

A distribuição dessa espécie dentro do território nacional ocorre bastante na Amazônia e na  Mata Atlântica, recentemente foi reportada também no nosso incrível Cerrado principalmente  em áreas de mata ciliar.  

 

Conservação 

O morcego C. minor é uma espécie que ocorre em diversos Estados Brasileiros, destacando os  estados que possuem cerrado temos Bahia, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Mato  Grosso. Infelizmente muitas informações estão pendentes sobre o morcego de cauda longa  como organização social e a movimentação desses animais. Contudo de acordo com a lista da  IUCN de 2006 ele se encontra em baixo nível de extinção, e em uma lista mais recente (Lista  Vermelha do Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção 2018 do ICMBio) a  taxa de risco para a espécie é Pouco Preocupante. 

 

Referências 

REIS, R. et al. Morcegos do Brasil. Londrina, 2007 

Disponível  

em:<http://www.uel.br/pos/biologicas/pages/arquivos/pdf/Morcegos_do_Brasil.pdf>. Acesso  em:< agosto de 2022>. 

Aguiar, L.M.S & Zortéa, M. A Diversidade de Morcegos Conhecida para o Cerrado. Táxeus,  Listas de Espécies. Disponível em:< https://museucerrado.com.br/wp content/uploads/2021/06/A-Diversidade-de-Morcegos-Conhecida-para-o Cerrado_compressed.pdf>. Acesso em:<agosto de 2022>.

);