Grupo dos Mustelídeos

Os representantes da família Mustelidae apresentam características bem distintas em relação a outras famílias e dentro da própria família.  Possuem porte geralmente pequeno, e com dimorfismo sexual onde os machos são um quarto maior que as fêmeas. De forma geral, possuem o corpo alongado com membros curtos e caudas relativamente longas.

 

Cada pata possui cinco dedos, com garras compridas, recurvadas e não retráteis, digitígrados e semi-plantígrados. A cabeça é pequena e comprida e os olhos e orelhas são pequenos. Nas espécies ligadas a água, como as lontras e ariranhas, possuem membrana interdigital. A família apresenta uma grande variedade de adaptações dentárias. A maioria das espécies é altamente carnívora (Eira barbara é onívora), mas a dentição é composta por 34 dentes.

 

As espécies eventualmente formam grupos familiares, pares ou mais comumente possuem hábito solitário. Podem apresentar padrões de locomoção terrestre, arbóreo e aquático. Algumas utilizam comumente tocas e buracos, sendo a própria configuração corpórea uma vantagem adaptativa ao deslocamento dentro de túneis. A audição e o olfato são bem desenvolvidos.

 

Apresenta seis espécies no Brasil pertencentes a cinco gêneros, sendo que quatro dessas espécies ocorrem no Cerrado.

 

Fonte: Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros – CENAP/ICMBio, Disponível em: https://www.icmbio.gov.br/cenap/carnivoros-brasileiros.html Acesso em: 06.setembro.2021

);