Cairina moschata (Linnaeus, 1758)

Vocalização

Nome(s) popular(es)

Pato do Mato.

História Natural

É um pato localmente comum, típico de rios, lagoas e charcos tropicais, estando presente em todos os biomas brasileiros. Costuma voar pela manhã ou fim de tarde, entre os locais de descanso e de alimentação. Se empoleira para descansar ou dormir, dando preferência para árvores e galhos que não estejam obstruídos por vegetação densa, para facilitar seu acesso. Se alimenta principalmente de raízes, sementes e folhas de plantas aquáticas, grãos e frutos, além de pequenos peixes, insetos e crustáceos, filtrando o fundo dos corpos d’água ou apanhando diretamente o alimento. Seus ovos podem ser predados pelo Teiú. Vive em pequenos grupos, e os machos podem disputar por territórios ou por fêmeas. Se reproduz de outubro a março, fazendo ninhos em cavidades de árvores mortas próximas a corpos d’água.

Descrição

Mede entre 66 e 85 cm. Os machos são maiores que a fêmea. De coloração toda preta, com exceção de uma área branca sobre a asa que aumenta conforme a idade e de tons esverdeados no dorso. Possui protuberâncias carnosas na face (base do bico e ao redor do olho) coloridas de vermelho.

Distribuição

Possui ampla distribuição pelas Américas, ocorrendo do México ao norte da Argentina. No Brasil está presente em todos os estados.

Conservação

Pouco preocupante: não é considerado ameaçado (ICMBio e IUCN), porém algumas populações vêm diminuindo (IUCN), principalmente em regiões onde é mais caçado, como no Nordeste e Sul brasileiro.

Referências

Azara, F. de. (1805). Apuntamientos para la historia natural de los Pácharos del Paraguay y rio de la Plata (Vol. 3). Madrid: Ibarra.


BirdLife International 2018. Cairina moschata. The IUCN Red List of Threatened Species 2018: e.T22680061A131911211. http://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2018-2.RLTS.T22680061A131911211.en. Downloaded on 01 October 2019.


Carboneras, C. & Kirwan, G.M. (2019). Muscovy Duck (Cairina moschata). In: del Hoyo, J., Elliott, A., Sargatal, J., Christie, D.A. & de Juana, E. (eds.). Handbook of the Birds of the World Alive. Lynx Edicions, Barcelona. (retrieved from https://www.hbw.com/node/52846 on 1 October 2019).


Clements, J. F. (2012). The Clements Checklist of Birds of the World. Cornell: Cornell University Press.


Eitniear, J. C., R. Bribiesca-Formisano, C. I. Rodríguez-Flores, C. A. Soberanes-González, and M. d. C. Arizmendi (2015). Muscovy Duck (Cairina moschata), version 1.0. In Neotropical Birds Online (T. S. Schulenberg, Editor). Cornell Lab of Ornithology, Ithaca, NY, USA. https://doi.org/10.2173/nb.musduc.01


Gwynne, J. A., Ridgely, R. S., Argel, M., & Tudor, G. (2010). Guia Aves do Brasil: Pantanal e Cerrado. São Paulo: Horizonte.


Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. 2018. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. Brasília: ICMBio. 4162 p.


Sazima, I., & D’Angelo, G. B. (2013). Range of animal food types recorded for the tegu lizard (Salvator merianae) at an urban park in South-eastern Brazil. Herpetology Notes, 6, 427-430.


Silva, J. M. C. da (1995). Birds of the cerrado region, South America. Steenstrupia, 21(1), 69-92.


Wikiaves. (2018). Pato-do-mato. Recuperado em 1 de outubro, 2019, de https://www.wikiaves.com.br/wiki/pato-do-mato

);