Sítio Arqueológico do Bisnau

 

 Local é procurado por estudantes, pesquisadores e outros interessados em arqueologia
 (Cadu Gomes/CB/D.A Press)

O sítio arqueológico do Bisnau é um espaço natural com 2.600m² de rocha sedimentar pouco inclinada, com inscrições rupestres em baixo relevo — formações conhecidas como petróglifos. Localizado a 42 km do município de Formosa (GO), seguindo pela BR-02 — asfaltada e sinalizada —, o local é muito visitado por estudantes e por pesquisadores ávidos por informações científicas. As misteriosas formações geológicas causam fascínio em estudantes, pesquisadores e curiosos. Ainda não há estudos definitivos sobre a origem dos petróglifos, mas estima-se que as inscrições tenham entre 4,5 mil e 11 mil anos. Algumas teorias afirmam que eles podem significar orientações astronômicas. Outras, mais inusitadas, veem nas inscrições sinais de possíveis contatos extraterrestre.

Inscrições rupestres conhecidas como petróglifos são abundantes em Bisnau (GO) (Cadu Gomes/CB/D.A Press)

Inscrições rupestres conhecidas como petróglifos são abundantes em Bisnau (GO)

 

Publicações:

 

– ALMEIDA, Hugo Emanuel de. Imaginário e experiência turística no sítio arqueológico Bisnau Formosa – Goiás : praticando espaços e construindo lugares. Dissertação (Mestrado Profissional em Turismo)—Universidade de Brasília, 2015.

Resumo: Esse trabalho procura analisar como o imaginário acerca do sítio arqueológico Bisnau em Formosa- Goiás influencia no deslocamento turístico a esse atrativo e como, através das diversas possibilidades de experiência nesse destino são transformados os sujeitos, e os espaços que por eles são praticados. As infinitas relações do homem no espaço turístico do sítio arqueológico Bisnau irão revelar maior ou menor intimidade com este espaço, esses diferentes graus de relacionamento estabelecidos entre homem e meio serão elucidativos para entendermos como os homens se ligam aos espaços e os transformam em lugar. Através dos relatos e outras narrativas sobre a experiência de visitação ao lajedo rupestre do Bisnau, procuramos observar algumas manifestações que pudessem revelar uma intimidade nessa relação entre os turistas e o atrativo visitado. Destarte, essa relação dos homens no mundo, delimitado aqui no âmbito do espaço turístico, gera a partir da experiência num espaço geográfico um espaço subjetivo e simbólico. Esta pesquisa, dessa forma, é um olhar sobre alguns aspectos mais sensíveis e subjetivos do fenômeno turístico no sítio arqueológico Bisnau O imaginário influencia nas mais variadas experiências dos turistas no espaço, desencadeando sentimentos e valores que revelam lugares vividos, Esses conceitos – imaginário, experiência, espaço e lugar – são trazidos nessa pesquisa para demonstrar parte da realidade do turismo ao sítio arqueológico Bisnau e como eu, enquanto pesquisador, o percebo, procurando revelar a potencialidade que a região do Bisnau possui principalmente presente na aura mística contida no imaginário desse lugar. O sítio Bisnau, caracteriza-se pela presença de desenhos gravados num lajedo à céu aberto e, são em sua maioria geométricos. Essas inscrições rupestres em baixo relevo são conhecidas na arqueologia como petróglifos. Esse sítio, que recebe a visitação de diferentes interessados, até mesmos os curiosos, revela variadas possibilidades de interpretação, são essas versões sobre o espaço visitado que revelaram a relação mais intima dos homens nos lugares experimentados. 

http://repositorio.unb.br/handle/10482/19146